Ir para o conteúdo

domingo, 21 de julho de 2024

Artigos

Volta às aulas: cuidados com as crianças em dias de calor intenso

O retorno para a rotina e a volta às aulas começaram oficialmente em todas as regiões do Brasil. Com o dia a dia repleto de atividades, seja na escola ou no trajeto até o colégio, os cuidados com as temperaturas elevadas devem ser redobrados principalmente com crianças e adolescentes.

Segundo relatório da Organização Mundial de Meteorologia (MMM), o El Niño, fenômeno que gera as ondas de calor, deve perdurar até meados de maio de 2024.  É importante priorizar a hidratação das crianças e adolescentes durante as aulas. No calor sentimos menos fome, porém nem por isso nosso corpo precisa de menos energia. É essencial cuidar da hidratação com muita água, evitar ficar muito tempo sem comer, manter ao menos três refeições ao dia, não esquecer dos carboidratos que são fonte primária de energia (pães, arroz, massas, priorizando os integrais), proteínas magras, legumes e verduras ricas em fibras que auxiliam sensação de saciedade.

Na escola, as crianças costumam passar boa parte do seu dia, por isso, que é importante orientar toda equipe pedagógica sobre educação nutricional. Estimular os alunos a terem hábitos mais saudáveis é um dever de todos, e pode ser tema em diversas disciplinas. É preciso incentivar os estudantes a ter sempre uma garrafinha de água para tomar ao longo do dia, fornecer nos intervalos frutas ricas em água como melão, melancia, abacaxi, laranja e sucos de frutas. No almoço, é importante ofertar uma variedade maior de saladas, verduras e carnes magras.

Para se manter hidratado durante o dia prefira a ingestão de frutas com alto teor de água como laranja, melão, maracujá, abacaxi e melancia assim como os sucos naturais e água de coco, que contribuem para uma boa hidratação.

Na escola e em casa é importante os adultos mostrarem a importância de consumir água durante o dia todo. É importante não esperar sentir sede para beber água, já que a sede é uma informação fisiológica de início de desidratação. Principalmente em aulas ao ar livre ou com atividade físicas, deve ser consumido no mínimo 3,5ml/kg de água ao dia. Isso evita efeitos de fadiga, dores de cabeça e perda de nutrientes devido ao excesso de líquido perdido pelo suor.

Evitar alimentos gordurosos e industrializados que possam dificultar a digestão e causam estufamento, inchaços e mal estar, consumir alimentos ricos em água, frutas, sucos naturais e saladas. O mais indicado é optar por alimentos leves (carnes magras, queijos brancos) que sejam digeridos com facilidade e permitam com que o corpo esteja energizado para o retorno das aulas.

Brincar ao ar livre é uma atividade extremamente saudável, mas é necessário cuidar dos períodos longos ao sol, com a exposição e maior incidência solar. É claro, não esquecer o uso do protetor solar.

No verão os alimentos podem estragar com mais facilidade, cuidar com a exposição ao calor, lavar devidamente com sanitizante para evitar risco de contaminação e continuar escolhendo alimentos leves e frescos.

Gizelle Machado Bogarin, nutricionista do Marista Escola Social Ecológica

Compartilhe: