quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Artigos

Você se considera uma pessoa estressada?

Olá!

Estresse é uma palavra muito comum no vocabulário de muita gente. Quem nunca disse que estava estressado com alguma coisa? A palavra nos remete a um incômodo, alguma coisa negativa, mas estresse é simplesmente a maneira como nosso corpo reage diante de diferentes situações. Independentemente de você ser uma pessoa calma ou nervosa, você produz todos os dias, hormônios que causam o estresse – o cortisol, adrenalina e noradrenalina.
A liberação do cortisol é importante para a manutenção da sobrevivência, mas na dosagem certa. Em excesso, é considerado o hormônio do estresse crônico: responsável por inflamar o organismo e responder em vários órgãos – cérebro, intestino, coração e células adiposas.
Além disso, essas substâncias são vasoconstrictoras, ou seja, elas estreitam os vasos elevando a pressão arterial e levando a uma alta na frequência cardíaca. Também podem ser caracterizados por arritmias, batimentos descoordenados do coração, especialmente em quem já tem algum tipo de problema cardíaco.
Para não chegar a esse extremo, uma receita clássica: combinar uma alimentação saudável à pratica de exercício físico. Um fator que diminui muito o estresse é a liberação de endorfina, que neutraliza a ação desses hormônios. Ela é secretada em exercícios físicos.
Há uma diferença entre atividade e exercícios físicos: uma caminhada até o trabalho por exemplo, é uma atividade física. É útil, mas não caracteriza um exercício físico – um tempo destinado a melhora da saúde. O ideal é fazer no mínimo, 30 minutos por dia, 5 vezes por semana.
Além disso, o convívio social, a manutenção da qualidade do sono e o tratamento de doenças são outros hábitos que contribuem para a redução do estresse.

Um ótimo domingo e até o próximo!

Compartilhe: