Ir para o conteúdo

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Artigos

Violência em nome da religião ofende Deus

A paz é uma tarefa urgente, os crentes de todas as religiões devem invocá-la e aqueles que têm responsabilidades não podem permanecer neutros.

Com o coração, com a mente e com as mãos todos os crentes, todos os homens de boa vontade e aqueles que têm responsabilidades são chamados a trabalhar pela paz, construindo-a de modo artesanal

Na construção da paz, as religiões, com seus recursos espirituais e morais, têm um papel especial e insubstituível. As religiões não podem ter uma atitude neutra e muito menos ambígua em relação à paz. Quem comete violência ou a justifica em nome da religião, ofende gravemente Deus, que é paz e fonte da paz, e deixou no ser humano um reflexo de sua sabedoria, poder e beleza.

As religiões são destinadas pela sua natureza, a promover a paz através da justiça, da fraternidade, do desarmamento, e do cuidado da criação. A Bíblia ajuda-nos nisto, trazendo-nos de volta o olhar do Criador, que "viu tudo o que tinha feito, e que era muito bom" (Gn 1,31).

As religiões dispõem de recursos para fazer progredir juntos uma aliança moral que promova o respeito da dignidade da pessoa humana e o cuidado da criação.

Papa Francisco

Compartilhe: