Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de agosto de 2022

Artigos

Versões

Bom Dia Barretos. Vivemos tempos difíceis, onde não se pode mais crer no que se ouve, e às vezes nem mesmo no que se vê. Os fatos reais são transformados em versões fantasiosas e apresentados como verdades cristalinas, num verdadeiro massacre emocional a desvirtuar a realidade que é substituída pela versão. O último episódio ocorreu esta semana numa briga igual às muitas que ocorrem diariamente Brasil afora. Estão transformando uma briga com morte de um dos contendores enquanto o outro está em estado crítico, em um quadro de disputa eleitoral. Querem transformar uma briga de dois rivais em uma motivação política e de radicalização das eleições, visando criar clima em favor de uma candidatura que apesar de toda a mídia favorável e as pesquisas encomendadas não cresce como esperavam. A grande vítima nessa história toda é a verdade já que os fatos são manipulados conforme o interesse de grupos radicais, que buscam levar vantagem política do fato em si. Versões, em qual acreditar? Esse o clima que irá presidir as próximas eleições no país. Vamos ter que ter muito discernimento para não nos deixarmos contaminar pela avalanche de versões fantasiosas. Basta olharmos o que ocorreu no passado, com o grande desvio de recursos, que foram mandados para o exterior a fim de financiar governos socialistas. Devemos observar também a qualidade de vida da população desses países socialistas. O que ocorreu e ainda ocorre com a Venezuela, e aqui com a nossa vizinha Argentina. Os métodos que levaram os socialistas ao poder, como agiram antes de serem eleitos e depois quando assumiram o poder. Nesses países a fome, a miséria, o desemprego campeiam soltos sem controle algum. A inflação dispara também. Graças a Deus aqui no Brasil conseguimos controlar a inflação, aumentar os postos de trabalho, socorrer os necessitados e apesar da pandemia, da guerra na Ucrânia que desestabilizou a economia mundial, aqui mantivemos um equilíbrio reconhecido internacionalmente. Os recursos destinados pelo governo federal aos necessitados mostram a preocupação com o ser humano em contraste com a miséria que corre solta nos países socialistas onde as promessas eleitorais se desfazem como nuvens de fumaça. Estamos a menos de três meses das eleições, daí a importância de escolhermos com cuidado em quem vamos depositar a condução dos destinos de nossa pátria.

Bom dia, Barretos.

Compartilhe: