Ir para o conteúdo

terça-feira, 02 de março de 2021

Artigos

VELOCIDADE DO TEMPO

Bom dia, Barretos.

Envolvidos no corre-corre de cada dia, ao darmos conta, os anos passaram e as lembranças acumularam. Esta semana me dei conta que meu primogênito Uebe Filho completou 40 anos de vida. Veio-me então à mente o dia 14 de janeiro de 1.981, quando às 8 horas da manhã levei minha esposa Rosa Maria para o hospital e acompanhei o desenrolar de seu trabalho de parto até às 17 horas, quando tive que optar pela cesariana. Confesso que tremi ao fazer a cesariana de minha mulher e recepcionar meu primeiro filho. Terminada a cesariana, com Rosa já no quarto fui para casa, agradeci a Deus por tudo, tomei um banho e saboreei uma dose de whisky de boas vindas ao meu rebento antes de voltar ao hospital. Hoje, Uebinho, homem formado, há quase 10 anos morando em Londres com seus quarenta anos de vida, dois filhos, segue os passos dos pais constituindo uma família nos moldes tradicionais. Falo isso para realçar que para o desenvolvimento de uma criança ser completo, é necessário que ela seja cercada do sentimento de amor. Família desajustada gera filhos desajustados para uma sociedade também desajustada. E por falar em sociedade desajustada permitam-me citar como exemplo o que está ocorrendo no país, onde um governador sonhando com a presidência da república, ataca covardemente o presidente que por sua vez retruca usando o mesmo palavreado, como se fosse briga de meninos de rua. A falta de compostura atinge também o senhor presidente da câmara federal, que inconformado por não poder ser reeleito, virulentamente passou a atacar o chefe do poder executivo, com todos os impropérios que lhe vem à boca. Péssimo exemplo que as maiores autoridades do país têm dado aos brasileiros. Por isso prego o respeito à estrutura familiar e o respeito mútuo entre as pessoas. Quando se perde o respeito, mina-se a autoridade e os caminhos ficam abertos para ações extra legais. Enfim, o que querem algumas de nossas autoridades: o caos, a desordem e a desestruturação de nossas instituições. Hora de pôr a cabeça no lugar e começarmos a reestruturar nossa sociedade como um todo.

Bom dia, Barretos

Compartilhe: