Ir para o conteúdo

sexta-feira, 05 de março de 2021

Artigos

Vaticano reconhece um novo mártir e sete novos veneráveis

O Papa Francisco autorizou no último dia 21, à Congregação para as Causas dos Santos a promulgação dos Decretos de reconhecimento de um novo mártir e de sete novos Servos de Deus.
O martírio reconhecido pela Santa Sé após o encontro do Pontífice com o Prefeito da Congregação, Cardeal Marcello Semeraro, é o do sacerdote italiano Giovanni Fornasini, nascido em 23 de fevereiro de 1915 em Pianacciodi Lizzano em Belvedere, Itália, e morto por ódio à Fé, em San Martino diCaprara, Itália, em 13 de outubro de 1944.
O padre foi assassinado por um oficial alemão a quem o jovem presbítero acusou de ser um dos executores materiais do massacre nazi-fascista de Marzabotto, no qual foram assassinadas cerca de mil pessoas.
Além disso, nos decretos, o Pontífice também reconheceu as virtudes heroicas do Servo de Deus Jérôme Lejeune, fiel leigo; nascido em 13 de junho de 1926 em Montrouge, França, e falecido em Paris em 3 de abril de 1994.
Lejeune foi um geneticista mundialmente famoso que descobriu a síndrome de Down em 1958. Destacou-se por sua oposição frontal ao aborto e foi amigo e colaborador de São João Paulo II. No final da década de 1980, o Papa polonês o nomeou membro da Pontifícia Academia das Ciências e consultor do Pontifício Conselho dos Trabalhadores da Saúde.
Os decretos promulgados pela Congregação para as Causas dos Santos após a autorização do Santo Padre também reconhecem as virtudes heroicas do Servo de Deus Miguel Arcanjo Maria Antonio Vinti, sacerdote diocesano; nascido em 18 de janeiro de 1893 em Grotte, Itália, lá faleceu em 17 de agosto de 1943.
Reconhece também as virtudes heroicas do Servo de Deus Ruggero Maria Caputo, sacerdote diocesano; nascido em 1° de maio de 1907 em Barletta, Itália, e lá falecido em 15 de junho de 1980.
Da mesma forma, são reconhecidas as virtudes heroicas Serva de Deus Maria GiuseppadiGesù (nascida Elisabetta Prout), Fundadora da Congregação das Irmãs da Santa Cruz e da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. Nasceu em 2 de setembro de 1820 em Shrewsbury, Inglaterra, e morreu em Sutton, Inglaterra, em 11 de janeiro de 1864.
O Papa também autorizou a promulgação do decreto de reconhecimento das virtudes heroicas do Servo de Deus Tiago Masarnau Fernández, fiel leigo; nascido em 10 de dezembro de 1805 em Madri, Espanha, lá faleceu em 14 de dezembro de 1882.
Também foram reconhecidas as virtudes heroicas do Servo de Deus Pasquale Canzii, seminarista; nascido em 6 de novembro de 1914 em Bisenti, Itália, e falecido em Penne, Itália, em 24 de janeiro de 1930.
Por último, foram reconhecidas as virtudes heroicas da Serva de Deus Adelaide Bonolis, fiel leiga, Fundadora das Obras de Assistência e Redenção Social; nascida em 14 de agosto de 1909 em Milão, Itália, lá faleceu em 11 de agosto de 1980.
Fonte: ACI Digital

Compartilhe: