Ir para o conteúdo

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Artigos

Vaticano reafirma que segredo de confissão é inviolável

O Vaticano divulgou na segunda-feira (1º), uma nota da Penitenciaria Apostólica sobre a inviolabilidade do sigilo do Sacramento da Confissão. O texto foi aprovado pelo Papa Francisco em 21 de junho de 2019.
O Santo Padre tem insistido no tema sobre a sacralidade do foro interno e a indispensabilidade e a indisponibilidade do segredo sacramental. Recentemente, afirmou:
“A própria Reconciliação é um bem que a sabedoria da Igreja sempre salvaguardou com toda a sua força moral e jurídica com o sigilo sacramental. Ele, mesmo se nem sempre é compreendido pela mentalidade moderna, é indispensável para a santidade do sacramento e para a liberdade de consciência do penitente, o qual deve ter a certeza, sem dúvida, em qualquer momento, de que o diálogo sacramental permanecerá no segredo do confessionário, entre a própria consciência que se abre à graça e Deus, com a mediação necessária do sacerdote. O sigilo sacramental é indispensável e nenhum poder humano tem jurisdição sobre ele, nem o pode reivindicar para si”, disse no dia 29 de março aos participantes de um curso da Penitenciaria Apostólica.
O texto na íntegra está disponível no site da diocese: www.diocesedebarretos.com.br.

Compartilhe: