Ir para o conteúdo

sábado, 14 de junho de 2014

Artigos

Unidos de coração

Pense em você e pense nos outros; você tem sua personalidade, suas necessidades e conveniências; mas também os outros têm as suas. Quando está pensando em você, sempre deve pensar no plural, pois você não está isolado na sociedade, mas está no meio dos que o rodeiam. Pensar no singular será, na maioria das vezes, uma velada expressão de egoísmo, que não deixará de ser reprovável.
Pensar no plural, mesmo em suas coisas pessoais, dará a estas uma projeção de comunidade, ajudá-lo-á a não fechar-se dentro de si mesmo e de suas coisas pessoais, o projetará para o mundo, para a humanidade.
Pensar no plural, aumentará a possibilidade de ação de sua parte e elevará seu ideal de vida, pois se as forças unidas são invencíveis, os ideais unidos são mais puros e irresistíveis.
Pense, pois, no plural: você tem que salvar a você, mas deve salvar-se “em grupo”, com todos os demais.
“Unidos de coração, freqüentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e tomavam a comida com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e cativando a simpatia de todo o povo. E o Senhor cada dia lhes ajuntava outros, que estavam a caminho da salvação” (At 2,46-47). Essa alegria é o gozo que acompanha a fé.

Compartilhe: