sábado, 28 de novembro de 2020

Artigos

Um tempo que exige perdão

devemos nos perdoar mutualmente, infelizmente a vingança ainda vem a frente do perdão.
Parece ser difícil aceitar que o outro tem defeitos, assim como nós também temos. Vivemos um tempo em que é mais fácil apontar o erro do outro (para assim esconder o nosso) e assim fazer com que o outro seja condenado.
Apesar da passagem que temos como base para essa reflexão de hoje (cf. Mt 18, 21-35) ser bem conhecida em nosso meio, o quanto é difícil perdoar nosso irmão setenta vezes sete. E isso é até compreensível, pois não aceitamos as coisas que Deus pede, e mais ainda, os dons que Ele nos concede.
Nosso coração ainda se volta para a vingança e esquece desse dom que é o de perdoar. Por isso, é momento de olharmos para nosso coração e vermos quem ainda precisa do nosso perdão, quem ainda não perdoamos para assim sermos perfeitos e santos diante de Deus e dos homens.

Diácono Pedro Henrique Lopes
Paróquia São Miguel Arcanjo – Miguelópolis

Compartilhe: