Ir para o conteúdo

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Artigos

UM MOTIVO PARA VIVER

A morte psicológica é pior do que a morte física, pois acontece dentro do próprio ciclo existencial. Está de bem com a vida é preciso navegar no estreito leito onde a existência se ajusta para receber nosso potencial de alegria.
Compreender o receituário existencial exige de nós aprofundamento em nosso intimo e agigantamento de nossas forças no ringue vivencial. Possuir forças maiores do que os dos problemas são frequentar a academia da sabedoria em tempo integral.  O saber destroem as valentias dos obstáculos que impregna nossa trajetória. Expulsa os problemas de alojar em nosso interior. E liquida da melhor formula o ressurgimento de novos óbices.
Dar alegria para a existência é como a mãe dar leite para o recém-nascido. Os fortalece e estreita o relacionamento de ambos.
Vida precisa de alimentos saudáveis para nutrir a existência de alegria permanente. Alimentar de pessimismo e ceticismo destrói seu percurso natural de caminha firme em direção ao êxito de todo amanhecer novo.
Se teu amanhecer é sempre novo e carregados de sentidos sua vida terá sempre a aparência de leite tirada na vaca na hora. Sua existência será produtiva e fértil em razão dos bons motivos para permanecer sempre no seio da luta, armados de felicidade perene.
Tenha um motivo para viver que terá razões para expulsar de seu mundo o manancial destrutivos de tua felicidade.
Compreender em que suas manhãs estão todas as sementes de sua plantação de bons motivos para acordar.
Não pense numa vida sem obstáculos, mas numa vida de obstáculos inferiores a sua força intima.
Dê motivo a sua vida que ela será uma locomotiva no trilho do êxito e da felicidade.
 
JUAREZ  ALVARENGA
ADVOGADO E ESCRITOR

Compartilhe: