Ir para o conteúdo

sábado, 02 de março de 2024

Artigos

Um dia Deus edificou um lar no mundo

O lar de Nazaré é belo e cheio de graça. Um lar com paz e harmonia. Todos esperavam um Cristo com armaduras, um lutador com espadas invencível… E ele vem pequeno, um bebê, para se instalar num lar simples e humilde, de modo que seja um modelo para todos os lares do mundo, mesmo envolto pelas aflições temporais.
A graça de Deus se revela em todos os momentos, especialmente nos mais aflitivos. É preciso que não nos afastemos de Deus nos momentos difíceis. Pensemos na aflição e no amor da família de Nazaré, quando Jesus ficou no templo, cumprindo sua missão de Messias. Foi um acontecimento marcante para a família de Jesus, Maria e José.
José e Maria voltam ao templo com Jesus, para que Ele consagre a vida, no início de sua juventude. Jesus está consciente de sua missão. Num ritual comunitário, reúne todos os familiares e os fiéis para que participem da confirmação de sua missão. José e Maria participam desta confirmação da consagração de Jesus, como testemunhas de sua dedicação plena ao Reino de Deus.
Certamente, por longos dias, seus pais preparam este momento fundamental de sua vida. Podemos imaginar quantas horas silenciosas Jesus rezou com seus pais, meditou as sagradas escrituras e celebrou os rituais de sua fé.
Como uma sementeira que vai se cultivando para engrandecer a colheita, a graça divina foi sendo fecundada no coração de Jesus com muita dedicação. Maria e José vigiaram com atenção para que o Menino que crescia pudesse descobrir com fidelidade a grandeza de sua missão no mundo.
No silêncio, Maria pode compreender que Jesus volta ao templo, que é sua casa, pois Ele é o sacerdote da nova e eterna Aliança.

Compartilhe: