Ir para o conteúdo

terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Artigos

Túmulo de Madre Antônia recebe placa com sua identificação

No cemitério municipal de Barretos, ao lado da capela, o túmulo de Madre Antônia acaba de receber uma placa (foto) com sua identificação. Ela foi a primeira superiora geral da Congregação das Irmãs Franciscanas da Penitência, que aqui chegaram no dia 1º de Agosto de 1936 – completando ontem 87 anos em Barretos, tendo vindo para cá direto da Alemanha com outras três Irmãs para assumir o “Orfanato” que, atualmente, é o Educandário Sagrados Corações, na Rua 6 com a avenida 19. Aqui também foi a primeira superiora dessa instituição, até o seu falecimento aos 28 de janeiro de 1943, depois de muitos sofrimentos oriundos de um câncer de seio.
A cidade chorou sua morte. Houve uma grande consternação em toda a cidade; afinal, uma santa mulher, que entregara toda a sua vida a Deus, renunciando à sua família e à sua pátria, havia dedicado seis anos e meio de sua existência a crianças, adolescentes, adultos, idosos e enfermos de Barretos, por amor ao Evangelho e à missão dada pelo Divino Mestre.
Após o velório e missa de corpo presente na matriz do Divino Espírito Santo, foi sepultada no dia seguinte, nesta sepultura pertencente à Congregação, onde estão os restos mortais de uma verdadeira santa que viveu entre nós. Tinha 61 anos de idade e 40 de profissão.

 

 

(Por: Diácono Lombardi)

Compartilhe: