Ir para o conteúdo

quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Artigos

Tudo vai passar

Bom dia, Barretos.

Tudo passa na vida, os bons e os maus momentos. A alegria e a tristeza, o prazer e a dor, não são eternos, mas passageiros e a Covid, como eles, também passará. Está sendo doído perder parentes e amigos por essa doença traiçoeira, mas ela também vai passar. O importante agora é mantermos a estabilidade emocional. A paz interior é que vai nos dar a segurança para venceremos esta etapa. Não adianta buscar culpados, revoltar-se contra governos federal, estadual ou municipal. Não adianta culpar o próximo por não usar máscara, não evitar aglomerações, não cumprir o distanciamento social. Em verdade nenhum de nós, e ao mesmo tempo todos nós somos, com companheiros de uma mesma jornada, que não pedimos à Deus, mas temos que transpor, corresponsáveis. Não vamos nos desesperar, perder a tranquilidade, descontrolar, tenha fé, pois tudo vai passar e nós vamos sobreviver. Não adianta ficar reclamando do ritmo lento da vacinação, nem ficar buscando responsáveis pela falta de vacinas em quantidade suficiente. Não podemos entrar no jogo daqueles que estão aproveitando a doença para conturbar o ambiente e tirar proveito político. Está faltando vacinas também na Europa e a vacinação ainda nem começou em países mais pobres. Vamos agradecer a Deus por estar nos poupando a vida, e buscar na fé o antídoto necessário para enfrentar o medo doentio que já foi impregnado em nossas almas. Não se combate epidemia com medo e sim com conscientização. Os consultórios de psicólogos e psiquiatras começam a receber uma leva de pessoas desequilibradas emocionalmente, não pela doença, mas pelo pavor de contrair a doença, pavor esse que os meios de comunicação diuturnamente, com quadros dantescos, insistem em bombardear nossa mente. Dispa-se do medo, previna-se com as medidas preventivas já largamente alardeadas, mas continue a viver num ritmo confortável. O que precisa acabar são as reuniões festivas, os encontros, alguns sociais, outros clandestinos, os pagodes e os Funks de final de semana e o desrespeito com o próximo. Fora isso meus amigos, muita fé em Deus, tranquilidade e a certeza de que tudo vai passar.
Bom dia, Barretos

Compartilhe: