Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de abril de 2024

Artigos

TECNOLOGIA INTELIGENTE NO VOLANTE: SISTEMA COM IA (INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL) PREVINE ACIDENTES DE TRÂNSITO

O uso de inteligência artificial e visão computacional em veículos pode ajudar a reduzir o número de acidentes de trânsito, de acordo com o trabalho de conclusão de curso realizado pelo aluno Guilherme Bruno dos Santos na Faculdade Barretos. O estudo propõe o desenvolvimento de uma aplicação que utiliza câmeras e algoritmos de aprendizado de máquina para detectar riscos de colisão e alertar motoristas em tempo real.
O principal objetivo do projeto é aumentar a segurança no trânsito ao monitorar constantemente a via e os veículos ao redor, calculando as chances de colisão baseado nas imagens coletadas. Quando há risco iminente, a aplicação emite sinais visuais para o motorista indicando a lateral mais segura para se manter.
A tecnologia se baseia em conceitos de visão computacional, que permite que máquinas “enxerguem” e interpretem imagens como humanos fazem. Ela extrai características e reconhece padrões para tomar decisões assertivas. O sistema foi desenvolvido na linguagem Python por ser amplamente utilizada em projetos de inteligência artificial.
Os testes do protótipo foram realizados em ambiente controlado, com a gravação de vídeos que simulavam situações reais de direção. Isso permitiu o ajuste e aprimoramento dos algoritmos antes da implementação definitiva. Os resultados iniciais são promissores.
Caso a tecnologia seja incorporada pela indústria automobilística, deverá contribuir para a queda no número de acidentes no Brasil, que em 2021 totalizou cerca de 797 mil ocorrências, vitimando muitas pessoas. A maioria dessas colisões é causada por erro humano e poderia ser evitada.
Além de salvar vidas, a novidade trará mais conforto e tranquilidade para motoristas, que terão um apoio extra para tomar decisões corretas no trânsito. Ela tende a se popularizar nos próximos anos, conforme a inteligência artificial avança em diversas áreas.

 

 

Guilherme Bruno dos Santos,
Bruno Ono de Moraes e Maria
Ludovina Ap. Quintans do Curso
de Sistemas de Informação da
Faculdade Barretos

Compartilhe: