Ir para o conteúdo

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Artigos

Só mesmo Deus pra ser assim!

Deus é tão infinitamente potente que é capaz de se fazer impotente como um bebê, a quem ele pôs o nome de “Deus salva” = Jesus.
Esse Deus-Jesus é tão perfeito, mas tão perfeito, que foi capaz de se fazer imperfeito e, assumindo os pecados da humanidade, entrar na fila dos pecadores, à beira do rio Jordão, para ser batizado por João.
Onde já se viu? – O Filho de Deus, ser espiritual, saiu de toda a sua glória eterna, onde estava na plenitude de todo seu poder, e se esvaziou de uma tal forma que foi capaz de se fazer matéria, com um corpo físico semelhante a um ser humano, tão limitado, e se tornar mortal, sofrer angústias, e dores, e perseguições, e ofensas, e ter que trabalhar para sobreviver…
Deus é tão onipotente que foi capaz de permitir que seu Filho amado, Juiz universal, se tornasse réu num tribunal corrupto, só composto por elites, acabando por ser condenado à pena de morte, e crucificado como bandido entre bandidos. Morreu na cruz tão machucado, tão irreconhecível, que nem parecia um homem. Foi sepultado às pressas.
E olha que ele só fez o bem: ensinou verdades indiscutíveis, porque divinas. Suas obras? Foram tão surpreendentes que as multidões ficavam admiradas, estarrecidas: curava doenças à distância, e instantaneamente fazia paralíticos andarem, lepras desaparecerem, visões, audições, mutismo restaurados, tempestades acalmadas, alimentos multiplicados de um jeito nunca visto, água se transformando em vinho, mortos voltando à vida, e tantos outros fatos que um seu discípulo disse que nem todos os livros do mundo seriam capazes de narrar.
Naquele tempo, fisicamente, Deus conviveu com as pessoas aqui nesse planetinha, que foi criado para ser um paraíso terrestre com tantas riquezas disponibilizadas, que seriam suficientes para toda a humanidade ter uma vida feliz e tranquila, com toda dignidade. Esse paraíso só não foi possível se realizar, porque a ganância de bilhões de pessoas, em toda a história, fez com que não obedecessem esse nosso Deus tão apaixonado pelos seres humanos. Que infinita paciência ele tem conosco! Só Deus mesmo!

 

www.diocesedebarretos.com.br / comunicacao@diocesedebarretos.com.br

Compartilhe: