Ir para o conteúdo

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Artigos

Síndrome do coração partido: já ouviu falar?

Olá!
Considerado um problema raro que pode ser confundido com o infarto agudo do miocárdio, a síndrome do coração partido – também conhecido como síndrome de Takotsubo – surge em períodos de grande estresse emocional, como durante uma separação ou após o falecimento de um familiar, por exemplo.
É uma doença de origem psicológica onde o coração não se contrai corretamente simulando um infarto e resultando numa imagem semelhante a um coração partido. Porém, diferente do infarto, as alterações são temporárias – dura de sete a 30 dias – e não deixa sequelas.
Pode afetar pessoas de qualquer idade. Em 90% dos casos, a enfermidade atinge mais mulheres acima dos 50 anos e no período pós menopausa. Acredita-se que estas se tornam mais vulneráveis à medida que ocorre queda na produção de estrogênio.
Os sintomas são praticamente os mesmos que ocorrem na vigência do infarto: dor no peito, falta de ar, cansaço, suor frio e náuseas. Em grande parte dos casos, esses sintomas costumam desaparecer espontaneamente, ou seja, sem tratamento.
Não existe tratamento específico para a síndrome e nenhuma fórmula eficaz para prevenir. É fundamental identificar agentes estressores que podem provocar danos no coração. Nesse sentido, a prática regular de atividade física já demonstrou eficácia no controle do estresse que sobrecarrega o coração. Técnicas de relaxamento e meditação também podem trazer alguns benefícios.
Não atribua os sintomas exclusivamente ao estresse. Procure atendimento médico para avaliação e tratamento indicado se necessário.
Um ótimo domingo e até o próximo!

Daniele Rezek
Cardiologista
CRM 145.887
RQE 64.850

Compartilhe: