Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de agosto de 2022

Artigos

Síndrome de Down e a estimulação neurológica

Síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, é uma alteração genética causada por uma divisão celular atípica durante a divisão embrionária. As pessoas com a síndrome, em vez de dois cromossomos no par 21 (o menor cromossomo humano), possuem três.
Existem três níveis da síndrome: leve, em que há poucos comprometimentos psicomotores; moderada, que apresenta mais dificuldade motora e o desenvolvimento intelectual fica abaixo da média; e o grave, em que o entendimento, a fala e a questão motora ficam muito comprometidos.
Principais características da síndrome de Down
Raiz nasal achatada;
Baixa estatura;
Mãos pequenas e dedos curtos;
Flacidez muscular (hipotonia);
Prega palmar única;
Olhos com linha ascendente e dobras da pele nos cantos internos.
Estimulação neurológica deve ser intensa e constante
Crianças com Síndrome de Down precisam ser estimuladas desde o nascimento para que sejam capazes de vencer as limitações que essa alteração genética lhes impõe. Como têm necessidades específicas de saúde e aprendizagem, exigem assistência profissional multidisciplinar e atenção permanente dos pais. O objetivo deve ser sempre habilitá-las para o convívio e a participação social.
Através da estimulação precoce é possível promover o desenvolvimento dos potenciais da criança, fazendo com que novas habilidades e talentos sejam descobertos diariamente, incentivando sempre que leve uma vida normalmente.
Sim…. nós temos resultados incríveis através da ginástica para o cérebro em relação ao desenvolvimento de várias habilidades, venha conhecer nosso trabalho!

 

Luciana Maria Depieri Branco
Neurocientista
SBNeC n° 16253
www.reabilitacaomultimidia.com.br

 

Contato Ginástica para o Cérebro: Hospital São Jorge (17) 3321-5050

Compartilhe: