Ir para o conteúdo

sábado, 31 de julho de 2021

Artigos

Seminário maior na Espanha é fechado por falta de vocações

A diocese de Mérida-Badajoz, na Espanha, anunciou que o seminário maior fechará por não poder assegurar “uma formação sólida em seu próprio território”, e que seus quatro seminaristas serão transferidos temporariamente para o seminário maior da diocese de Salamanca, na Espanha.
O bispo diocesano de Mérida-Badajoz, dom Celso Morga, publicou uma carta no dia 9 de junho anunciando a decisão, que pretende assegurar “a melhor forma de atender a sólida formação” dos aspirantes ao sacerdócio.
Na carta, qualificada como “séria”, o bispo explicou que, “quando uma diocese não pode assegurar uma formação sólida em seu próprio território, junta-se a outras dioceses para promover seminários comuns”.
Porém, a província eclesiástica de Mérida-Badajoz, composta pela arquidiocese de Mérida-Badajoz, a diocese de Coria-Cáceres e a diocese de Plasencia, “não tem capacidade para estabelecer um seminário na província”. Por isso, após uma consulta feita a várias entidades, foi decidido transferir os seminaristas para a diocese de Salamanca, que pertence à província eclesiástica de Valladolid, “para que aí possam continuar a sua formação integral”.
Dom Morga assegurou que “pede ardentemente ao Senhor que esta decisão seja para o bem dos seminaristas e, consequentemente, para o bem de toda a arquidiocese”.
Ele também afirmou que “esta decisão em nada pode intimidar-nos na promoção mais intensa das vocações sacerdotais em nossa arquidiocese” e, por isso, exortou a busca, “com uma vida mais intensamente cristã, da promoção dessas vocações”.
“É uma responsabilidade de todos”, afirmou. E pediu que seja criado “um clima que favoreça esta promoção vocacional ao ministério sacerdotal”.
Por isso, anunciou que pretende “dotar a delegação episcopal para as vocações sacerdotais de uma equipe bem determinada a trabalhar nessa direção”.
O Seminário Maior de São Antão, da arquidiocese de Mérida-Badajoz, foi fundado em outubro de 1754.
Segundo dados da Guia de Igrejas da Conferência Episcopal, a arquidiocese de Mérida-Badajoz tem uma população de 589.329 pessoas. Em 2019, foi ordenado um sacerdote na arquidiocese e, no período de 2020-2021, há quatro seminaristas maiores e dois na etapa de estudos propedêuticos. No seminário menor moram 10 jovens, que permanecerão na arquidiocese.
Fonte: ACI Digital

Compartilhe: