Ir para o conteúdo

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Artigos

Segurança digital e as festas de fim de ano

O ano de 2022 está chegando ao fim e chega a época das festas de Natal e Ano Novo. Contudo, é preciso ficar atento, pois hackers oportunistas sabem como criar iscas atraentes para aplicar golpes, principalmente naquelas pessoas que buscam e compram produtos online.
Listamos a seguir algumas dicas para você evitar ser mais uma vítima:

 

Pode pagar com PIX?

É muito importante ficar atento aos dados de quem está fazendo o pagamento, como nome da pessoa ou empresa e valor, antes de efetivar a operação. Por ser um meio de pagamento muito fácil — ultrapassando outras formas, como cartão de crédito, débito e boletos, segundo dados do próprio Banco Central –, bastando, na maioria das vezes, apenas a leitura de um QR Code, conferir as informações evita maiores dores de cabeça.

Qual a senha do wi-fi?

Cuidado! Wi-fi não é só Internet, mas sim uma rede sem fio. Pessoas mal intencionadas podem criar redes wi-fi apenas para capturar os dados que trafegam nos equipamentos conectados nessa rede. Informações como senhas, dados bancários e fotos podem ser roubadas sem você perceber. Por isso, se for fazer alguma transação bancária, como um pagamento via Pix, por exemplo, use o plano de dados do seu celular. Outra dica importante é ter um antivírus instalado em seu smartphone.

E-mails e links falsos

Muito comuns nesta época do ano são os e-mails e mensagens com propagandas com assuntos chamativos, como “Você recebeu um cartão virtual”, “Promoção da Loja X” ou “Você ganhou um vale compras”. No ambiente de trabalho, aproveitando a correria de fim de ano, os assuntos são “Segue Nota Fiscal” ou “Fatura em atraso”. Ao clicar no link dessas mensagens, seus dados podem ser roubados. É importante verificar se no remetente há erros de digitação e evitar clicar em links de promoções enviadas por e-mail, SMS e aplicativos de mensagens, principalmente aqueles que usam encurtadores de links que impossibilitam a verificação do endereço verdadeiro. Para aproveitar as ofertas com segurança, o melhor caminho é entrar no site da empresa da qual você recebeu a mensagem e verificar se a promoção de fato existe.

Cuidado com as senhas

Usar a mesma senha para serviços diferentes, como e-mails, redes sociais, serviços de streaming e lojas virtuais pode parecer prático, mas caso um desses serviços seja comprometido, seja por vazamento de dados ou por descuido de nossa parte, o estrago pode ser grande. Afinal, se a mesma senha é usada para tudo, estamos entregando todos os nossos acessos de bandeja. Por isso evite utilizar computadores de terceiros e salvar senhas no navegador. Além disso, mantenha aplicativos e programas (do computador e do smartphone) sempre atualizados. E, claro, evite senhas fáceis como sequência de números, datas importantes, nomes de animais de estimação etc. Outra dica é utilizar o duplo fator de autenticação em todos os aplicativos que permitam essa ação. Seja nos aplicativos de banco, redes sociais e e-mail. Isso garante uma camada a mais de segurança de acesso.

Se tudo falhar, backup

Ter um backup dos seus dados é muito importante. Seja em casa, como as fotos da última viagem, dos filhos ou casamento. Seja no trabalho, como as planilhas de fluxo de caixa ou cadastro de clientes. Ter uma cópia de segurança salvará sua pele e evitará maiores transtornos caso algo dê errado.

Dicas adicionais

Você pode consultar se foi vítima de um vazamento de dados online através do site Firefox Monitor (https://monitor.firefox.com/). O serviço é gratuito e a ferramenta pesquisa seu endereço de e-mail em possíveis violações de dados tornados públicos desde 2007. O recurso é fornecido pela Mozilla, mesma empresa que criou o navegador Firefox. Você também pode baixar cartilhas sobre segurança digital e outros assuntos para uso seguro da internet no site do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), no endereço https://cartilha.cert.br/fasciculos/.

 

 

 

Douglas Rangel Alves é
especialista em segurança
digital para micro e
pequenas empresas e
conselheiro da Associação
Comercial de Sorocaba (Acso)

Compartilhe: