Ir para o conteúdo

sábado, 15 de junho de 2024

Artigos

São Sebastião, rogai por nós, intercedei a Deus por nós!

A iconografia cristã tradicionalmente representa São Sebastião semidespido, cravado de flechas fatais. Aos seus pés, um elmo marcando sua profissão, mas nele uma pequena cruz frontal, o que fez a diferença e o levou à morte.

Juntando-se a tradição popular com a sua história narrada por Santo Ambrósio, dois séculos depois, sabe-se que Sebastião nasceu em Milão, ao norte da Itália, e ainda jovem entrou para a carreira militar, chegando a se tornar amigo pessoal do imperador Diocleciano. Mas Sebastião havia se convertido ao cristianismo, e na verdade era mais amigo do papa, passando a trabalhar decididamente no apostolado junto aos seus colegas de exército, conseguindo também a adesão ao cristianismo de inúmeros soldados.

Quando o genro de Diocleciano, de nome Galero, convenceu o sogro de que os cristãos precisavam ser eliminados, pois representavam uma ameaça ao império, começou uma das mais cruéis perseguições movidas contra a Igreja, que duraram até o ano 324.

Sebastião foi denunciado, preso, torturado barbaramente, acusado de “traidor” pelo próprio Diocleciano, que ainda insistiu para que o amigo voltasse atrás e queimasse incenso aos deuses pagãos de Roma, mas Sebastião suportou as torturas, preferindo o martírio.

Compartilhe: