Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de abril de 2024

Artigos

Santa Casa: IAMSPE ainda penalizado por calote da gestão atual

O IAMSPE é um órgão do estado de São Paulo que segura a saúde de milhões de funcionários estaduais, assim como seus familiares dependentes. Há meses, do nada, o gestor da Fundação Pio XII interrompeu o atendimento a mais de 2.000 usuários em Barretos, obrigando-os a ir a Rio Preto e outras cidades para serem atendidos.
A razão: o calote em credores e fornecedores da Santa Casa passaram a invadir judicialmente a receita do hospital na sua fonte de recebimento. Não só do IAMSPE mas de todos os outros convênios privados há décadas conveniados com esse que único hospital geral público da cidade. Detalhe: calote da gestão atual.
Há dias, após matérias em que abordei esse absurdo e por determinação do Governador, ficou o compromisso de voltar a atender um público que é cativo na cidade, pela função pública que exercem.
ALGO QUE NUNCA DEVERIA TER SIDO INTERROMPIDO….
Qual é o “preço” disso? É a ajuda de mais de 50 milhões, em uma só “tacaca” que Governador Tarcísio determinou para Barretos.
Esse é apenas um detalhe do grande número de problemas que a Santa Casa tem sofrido nesses últimos 5 anos. São cirurgias eletivas acumuladas, redução absurda do número de leitos, quadro de médicos sem qualificação para o atendimento digno e necessário na maioria das áreas de especialidades alto índice de mortalidade e complicações cirúrgicas inesperadas.
É visível o esvaziamento da função do hospital pelo marasmo de movimentação no seu entorno, consequente do encaminhamento desumano, frio de pacientes para cidades da região, até de menor porte de capacidade. Isso sem considerar a “fuga” de pacientes temerosos e sabedores dessa desqualificação atual.
O que se admira é ver explicações do atual gestor dizendo estar pagando dívidas dos antigos gestores, agindo de forma injusta e falaciosa, sabendo que era um tempo em que quase não se via ajuda do Estado, nem da Prefeitura de Barretos.
Esquece-se que pelo dois ex-gerentes da Santa Casa desse período de 5 anos, “saíram corridos da cidade” por conta de desvios que ficaram abafados ao conhecimento público.
Fica o quadro dantesco desse gestor estar massacrando o hospital em sua qualidade, postos de saúde, UPA, nadando em recursos públicos oficiais ou doados, penalizando a grande população mais carente, e jogando a culpa no passado administrativo que sempre foi honroso e de muito melhor qualidade de serviços prestados.
Quadro negro da história: hospital usado como escola de sua faculdade particular de medicina, o povo como massa de manobra de ensino (leia-se, cobaias) numa absurda promiscuidade de interesses privados com dinheiro público e sacrifício do povo em pleno século 21.
Essas notícias precisam chegar ao conhecimento do Governador Tarcísio, que não merece estar enganado a respeito das razões verdadeiras.
Nossa grande população não merece essa ridícula situação.

 

 

Dr Fauze José Daher
Médico / Cirurgião e Ex Diretor
Clínico da S. Casa
Ex Presidente da Assoc. Paul. de
Medicina – Reg. de Barretos. Ex Vereador
Constituinte de Barretos,
Advogado

Compartilhe: