Ir para o conteúdo

domingo, 21 de julho de 2024

Artigos

Santa Ana e São Joaquim, avós de Jesus

Hoje veneramos São Joaquim e Santa Ana, pais de Maria, mãe de Jesus. Eles receberam a graça de serem os genitores daquela, que foi escolhida desde sempre pelo Pai Eterno, para tornar-se a mãe do Emanuel, ou seja, do Redentor. A filha os tornou famosos. Assim sendo, eles podem ser chamados os avós de Jesus.
Eles educaram a mãe do Salvador. Ensinaram-na a ser verdadeira filha do povo de Deus, a seguir os mandamentos e as tradições da Antiga Aliança. Podem, de certo modo, serem chamados avós de Jesus Cristo – o Redentor.
Isso tudo, nos enseja a refletir sobre a importância da família, que Bento XVI chamou de “patrimônio da Humanidade”. Infelizmente, hoje, a família está num processo de esfacelamento. É fácil gerar filhos, mas não o é amá-los e educá-los, para se integrarem harmoniosamente na sociedade. Por que tantos filhos abandonam o lar? Por que tanto uso de drogas e tanta violência? E como explicar as agressões às Escolas? Tantos suicídios, até de jovens?
Nesse dia, porém, cabe-nos parabenizar a todos os avós, desejando-lhes muita saúde, felicidade e a melhor compreensão e carinho dos filhos e netos. Sim, zelemos mais pelos que cuidaram de nós, quando crianças e jovens. Talvez muitos não teriam conseguido sobreviver sem a colaboração e a presença carinhosa deles.
Que tal uma visitinha amorosa a eles, principalmente neste dia, levando um presente, dando lhes um sinal de gratidão? Eu tenho a convicção de que, não valorizando nossos avós hoje, seremos esquecidos amanhã, se lá chegarmos. Por isso, antes de chorarmos de tristeza, façamos sorrir nossos avós de hoje e de amanhã. Tudo passa: também a juventude. Lembro, outrossim, que eles, os avós, já foram jovens.

 

 

(Por: Dom Carmo João Rhoden, bispo emérito de Taubaté-SP)

Compartilhe: