Ir para o conteúdo

segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Artigos

Saiba a hora de cair fora

Costumamos nos apegar a pessoas, coisas, lembranças, momentos. E, pior, a gente também se apega ao que não faz bem, ao que deixou de ser prazeroso, ao que passou a machucar. Deixar ir é uma atitude muito difícil de ser tomada, simplesmente porque queremos manter certa constância em nossas vidas, uma vez que tudo muda num átimo de segundo. Tudo é imprevisível nessa vida.
Não temos certeza de nada, não controlamos as pessoas, tampouco nós mesmos, em muitos momentos. Mesmo nossos sentimentos, nossas emoções, a forma como reagiremos ao que acontece, nada disso é capaz de estar completamente em nossas mãos. Daí essa necessidade de querer que algumas certezas permaneçam conosco, no intuito de pelo menos algo trazer algum conforto frente ao ritmo incontrolável de nossos dias.
Infelizmente, é assim que estendemos, para além do que merece, aquilo que já deveria ter saído de nossas vidas, sejam pessoas, sejam sentimentos, lembranças, objetos. Adiamos a aposentadoria, ignoramos as maldades do suposto amigo, suportamos o parceiro que nem parceria tem, acumulamos objetos inúteis. Protelamos a viagem, a reforma, a limpeza do quartinho da bagunça. E o que emperra os espaços lá fora acaba atrapalhando o que temos aqui dentro.
Não tenha medo de cair fora. Não se arrependa por ter deixado para trás. Não se culpe por largar mão de quem te impede de ser feliz, por se livrar de coisas, sentimentos, lembranças. Limpe os espaços, areje os ambientes, desintoxique-se, renove-se por fora e por dentro. Você tem que dar novas chances ao que está por vir, ao que pode entrar, ao que tem a grande possibilidade de te preencher e te fazer sorrir de novo.
Não podemos nos prender ao que não faz mais sentido, tão somente porque aquilo já foi importante um dia. O passado deve nos empurrar para a frente e não nos prender no mesmo lugar. Sabedoria é saber a hora de sair de cena, puxar o carro, cair fora. A gente tem que parar de ficar investindo no que já deu, já era, já foi. Guarde suas forças para o que tem futuro, no trabalho, na amizade, no amor, na vida.

 

Prof. Marcel Camargo
Graduado em Letras e
Mestre em “História, Filosofia
e Educação” pela Unicamp/SP,
atua como Supervisor de Ensino
e como Professor Universitário
e de Educação Básica.

Compartilhe: