Ir para o conteúdo

sábado, 27 de setembro de 2014

Artigos

Resposta ideal

Ao rezarmos e procurarmos compreender o maravilhoso mistério da nossa salvação, por bondade de Deus Pai, através de Seu Filho Jesus Cristo, que sofreu e morreu por nós, e do Espírito Santo, que é a fonte da nossa inspiração, para viver o Amor, lembrando-nos de uma coisa: A conversão é a nossa resposta à inestimável graça de Deus para conosco.
Passamos a compreender nossa condição de pecadores e de pessoas frágeis, e do imenso amor de Jesus Cristo, apenas na medida em que o Espírito abre nossos corações a estas verdades.
A grande maioria dos homens do nosso lado do mundo, passam uma vida inteira se dizendo bons cristãos, só que não concordam com muita coisa da sua Igreja, não freqüentam os cultos, e se entendem bem com o seu Deus, mas à sua maneira.
A ignorância do que seja realmente vida cristã, vida de seguidor de Cristo, não os livra, porém, das responsabilidades que têm como batizados. Eles terão que prestar contas de tudo.
A todos sempre é dada a oportunidade de conversão dessa vida amorfa, apática, insensível às coisas do Senhor, para uma vida baseada numa fé, esperança e caridade realmente cristãs.
A uns, em determinado momento de sua vida, há a percepção de são grandes e inconseqüentes pecadores; a outros, pode ocorrer de – por qualquer motivo -, perceberem que são grande ignorantes nas coisas de Deus, e por isso, pessoas fragilíssimas; e outras, ainda, pode chegar a ânsia de uma vida piedosa, de mais amor e perdão para com o próximo, de uma maior intimidade com Deus.
Surgindo então a oportunidade dessa conversão, é nossa obrigação procurar robustecê-la com nossa entrega total, tranqüila, serena ao Senhor, para que Ele nos transforme em verdadeiros discípulos e amigos seus.

Compartilhe: