Ir para o conteúdo

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Artigos

Relação entre envelhecimento, ansiedade e depressão

O envelhecimento faz parte do processo natural de todo ser humano. A população brasileira está ficando cada vez mais velha, o que é reflexo do avanço da medicina e de toda a tecnologia que temos na atualidade. De acordo com Ministério da Saúde, a expectativa para o Brasil em 2050 é que exista mais idosos do que crianças menores de 15 anos em nosso país. Por isso, é fundamental que pensemos cada vez mais na saúde física e mental dessa população.
Dizer que a população está envelhecendo mais não quer dizer que esse processo tem sido fácil e bem aceito por essa faixa etária. Há pessoas que apresentam dificuldade durante o envelhecimento, e não apenas em questões físicas, mas também de saúde mental, principalmente em relação à aceitação e adaptação à nova rotina e limitações.
A ansiedade e sintomas depressivos estão cada vez mais presentes na vida dos idosos brasileiros, grande parte das vezes associado à mudança de rotina e dependência dos familiares ou cuidadores. É comum que esses sintomas sejam intensificados pela posição em que a sociedade impõe aos idosos, muitas vezes de desvalorização.
Devemos começar a pensar no nosso processo de envelhecimento quando ainda somos jovens, destaco aqui a importância da prática de atividades físicas, alimentação saudável, promoção da saúde mental (através de terapia e atividades de socialização) e planejamento para a terceira idade.
É importante que nos sensibilizemos quanto à essa faixa etária, dando o devido valor à essas pessoas que tanto nos ensinam todos os dias. É preciso cuidar dos nossos idosos, fisicamente e emocionalmente, buscando desenvolver a autonomia deles o máximo possível para que eles possam desfrutar dessa fase da vida com a dignidade que merecem.

 

 

Larissa Silva é psicóloga clínica
e professora universitária
CRP 06/183024
Instagram:
@psicologa.larissasilva

Compartilhe: