Ir para o conteúdo

sexta-feira, 19 de julho de 2024

Artigos

Rede Mundial de Oração com o Papa – ABRIL

            Intenção do Mês – PELA DIGNIDADE DAS MULHERES

 “Rezemos para que a dignidade e a riqueza das mulheres sejam reconhecidas em todas as culturas, e para que cesse a discriminação que sofrem em diversas partes do mundo.

 Muito oportuna esta prece neste mês de abril, quando celebramos com vigor a Ressurreição do Senhor Jesus e neste evento pascal contemplamos o papel especial das mulheres em ver e testemunhar a Ressurreição. E Maria Madalena sai correndo e vai contar aos discípulos “Vi o Senhor!” (Jo 20,18).

“As primeiras testemunhas da Ressurreição são as mulheres. E isso é bonito. E essa é um pouco a missão das mulheres”, pronunciou o Papa Francisco, no dia 3 de abril de 2013, três semanas após sua eleição à Cátedra de Pedro, na segunda audiência geral de seu Pontificado.

É oportuno e justo rezar pelo papel das mulheres dentro da comunidade de fé. Basta observar seu protagonismo nas pastorais, nos movimentos, no Apostolado da Oração… Outro exemplo desse protagonismo é a Semana Santa, na qual tantas mulheres se desdobram para tudo acontecer na devida ordem. Tudo conferido nos mínimos detalhes, cada alfaia, cada flor, cada gesto.

Mas, infelizmente, sabemos que determinadas culturas não valorizam a mulher enquanto tal, não lhe dando as devidas oportunidades, sobretudo no campo do trabalho.

Nosso país, por exemplo, é extremamente machista. Talvez esse machismo não apareça com tanta veemência como em outros países, mas basta olhar os salários, os cargos, as posições sociais etc. É preciso respeitar a dignidade e o serviço das mulheres, em todos os níveis, como exorta o Papa Francisco. Não deixar também de denunciar as condições de exploração que tantas mulheres devem suportar. “Eu sofro”, disse o Papa, “quando vejo, na Igreja,” que “o papel de serviço da mulher desliza para um papel de servidão”.

Oferecer novos espaços às mulheres na Igreja e na sociedade é compreender que a mulher é portadora de harmonia na Igreja e no mundo. São admoestações subjacentes no pensamento do Papa Francisco. Queremos rezar e agir para que tudo isso cesse e se transforme num maravilhoso campo de harmonia e paz, sobretudo nas partes ocultas do mundo, em que nós não vemos esse sofrimento, mas o Coração de Jesus lá está e é o consolo daqueles que confiam nele.

Por: Pe. Lucas Reis Pereira, pároco da Basílica S. Lourenço mártir

Compartilhe: