Ir para o conteúdo

domingo, 18 de agosto de 2013

Artigos

Quem já se converteu?

Aprendi que nossa conversão, nada mais é que um exercício contínuo de “contrariar a carne”- carne no sentido bíblico, isto é, o orgulho, a gula, a malícia, o egoísmo, a vaidade…
Por isso sei que minha conversão não é somente fruto da ação de Deus em mim, é também fruto de minha adesão concreta às coisas divinas e um afastar-me também concretamente das coisas do mal. 
É uma ação conjunta, pois há também a ação da parte de Deus, que é imensa, e a minha, que é pequenina, mas necessária…
Qual foi a sua parte hoje?
Como vimos, julgar-se convertido a uma religião não é apenas fazer algumas doações aos pobres, ir a um culto ou a uma missa e pronto: estou convertido!
É muito mais que isso!”
Especialmente nos dias de hoje, que o mal está espalhado por todo lado, e a todo instante, como que a espreita de um ligeiro cochilo de nossa parte para nos seduzir e derrotar se não estamos bem ligados ao Senhor, nosso Deus e protetor!
Cuidemo-nos e rezemos muito para nos fortalecermos contra as tentações demoníacas e nos sentirmos, então num estágio de conversão.

Compartilhe: