Ir para o conteúdo

sábado, 02 de março de 2024

Artigos

Quebrados em Deus!

A literatura cristã é abundante em relatos acerca de pessoas cujas vidas foram transformadas por fortes experiências de encontro com Deus. São inúmeros os personagens bíblicos cujo sentido da existência foi profundamente marcado por uma palavra, ato e acontecimento que revolucionou seu modo de pensar, sentir e agir. Na história e tradição da Igreja não faltam fortes relatos de mudanças de vida tidos como humanamente impossíveis fora do crivo da fé.
De maneira geral os registros históricos prezam pela objetividade e pontualidade, considerando os fins aos quais se destinam. Os relatos bíblicos objetivam, a partir de experiências humanas concretas, revelar o poder de Deus, ressaltar a adesão do homem e inspirar futuros leitores a que, tanto individual, quanto coletivamente, adotem igual postura, pelas vias da fé. Desconsiderando elementos básicos como o ‘contexto’ e o ‘pretexto’ dos relatos o fundamentalismo atravanca o desenvolvimento e amadurecimento humano-espiritual.
Considerando os muitos personagens bíblicos, sobretudo, aqueles cujas vidas foram transformadas a partir do encontro pessoal com Jesus, muito embora os relatos sejam objetivos e pontuais, merece atenção, para além do resultado da transformação em si, os processos que desencadearam tais mudanças, com atenção particular aquelas tidas como radicais.
Tendo a maioria dos encantadores encontros de Jesus acontecido com pessoas adultas, prevê-se, considerando os traços de personalidade e as condutas de vida, um certo, natural e óbvio grau de dificuldade para que tais mudanças acontecessem bruscamente. Acolhemos as mudanças como processos, não como algo instantâneo; acolhemos cada processo considerando as muitas quebraduras que se fizeram necessárias para que verdadeiras transformações acontecessem.
Tais quebraduras significam, o ‘quanto’ e o ‘como’ cada pessoa que adere á fé precisa deixar-se desconstruir para ser reconstruído. Ser ‘quebrado em Deus’, mais que simplesmente ‘ser quebrado por Deus’ implica no processo ao qual o homem de fé adere livre, consciente e responsavelmente, abraçando as mudanças necessárias, conformando, cada vez mais, sua vida á vida de Cristo. Se este processo contínuo apresenta, a cada tempo, novos desafios, igualmente supera-os de maneira surpreendentemente.
Os processos de quebra equivalem ás podas, doloridas, porém, necessárias, para que uma determinada planta, produza, muitos e bons frutos; dores, medos, resistências, contrariedades, frustrações e crises são inevitáveis.. O mais belo é poder viver tudo isso ‘em Deus’, ou seja, sustentado, amparado e confortado em Seu amor que não nos priva de dor, mas livra-nos de sucumbir no sofrimento.Ser quebrado em Deus é uma grande benção! Clame por esta graça! Saboreie os frutos deste grande dom!

 

 

Ivanaldo Mendonça
Padre, Pós-graduado em Psicologia
ivanpsicol@hotmail.com

Compartilhe: