Ir para o conteúdo

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Artigos

QUE O BRASIL MOSTRE SEU FUTEBOL-ARTE NA COPA

Depois da Jornada Mundial da Juventude e Rock in Rio, o Brasil vai se preparando para o megaevento esportivo da Copa do Mundo em nosso País. Já durante a Copa das Confederações eclodiram as manifestações populares. Um dos temas que ocasionaram os protestos de rua foram justamente os questionamentos sobre os gastos com a Copa do Mundo (construção de estádios, etc.), considerados muito elevados, dinheiro este que poderia ser investido em saúde, educação e outras demandas sociais prioritárias. 
O fato é que a Copa já está chegando e esperamos que realmente os investimentos que estão sendo feitos deem conta do que é preciso concluir para a realização dos jogos, para evitar o vexame ocorrido, por exemplo, na JMJ, quando foi preciso cancelar a Missa de encerramento em Guaratiba. Por causa das chuvas, o terreno ficou inapropriado para a realização do evento, que teve de ser transferido de última hora para a praia de Copacabana, trazendo prejuízos para a Arquidiocese do Rio de janeiro, apesar do enorme sucesso de público. O caso de Guaratiba deveria alertar as autoridades envolvidas com as obras para a Copa, de que é necessário que haja um planejamento eficaz, para evitar os transtornos como o de Guaratiba na JMJ.   
A primeira e última Copa do Mundo realizada no Brasil foi em 1950 e o Brasil perdeu para o Uruguai. Esperamos que dessa vez, a seleção de Felipão possa se empenhar para evitar o trauma de 50 e trazer o hexa. Mas que também os jogadores sejam mais que atletas treinados para um futebol apenas técnico e possa oferecer ao Brasil e ao mundo, o futebol-arte que foi no tempo de Pelé a marca de sucesso que garantiu sermos conhecidos em todo o mundo como o País do futebol. Sempre se espera do Brasil o melhor futebol, por isso desejamos desde já que todos os envolvidos na organização da Copa do Mundo possam favorecer um espetáculo de qualidade para todos. E que seja um show do Brasil da alegria e da democracia.
 
Valmor Bolan é Doutor em Sociologia e Presidente da Conap?MEC (Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Prouni).

Compartilhe: