Ir para o conteúdo

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Artigos

Quantos anos viveremos na vida eterna…

Que nós cremos na vida eterna, professamos isso seguidamente, desde o Símbolo dos Apóstolos, nos primórdios do cristianismo. Todos os domingos temos essa Profissão de Fé nas missas, logo após as pregações homiléticas. É um dogma = verdade de fé, e, portanto, quem não crê em vida eterna está fora da comunhão eclesial – excomunhão, e isso é horrível – o que não significa que esteja condenado, porque é só voltar à comunhão eclesial pelos meios recomendados, que deixa de estar excomungado.
A eternidade é um fato crido há milênios, revelado no Antigo Testamento e referendado pelo próprio Deus-Jesus de Nazaré. A maioria de outras crenças, não cristãs, também crê em vida eterna, cada uma a seu jeito. Nós, católicos, respeitamos quem pensa o contrário, os que acham que tudo acaba com a morte. Outros creem em sucessivos retornos à vida terrena, pós-morte, mas não concordamos, porque cremos em apenas uma passagem pela face da terra.
Por enquanto, sendo criaturas humanas, estamos presos ao Tempo, ao Espaço e à Matéria. Ao fim da vida, somos libertados dessas três condições físicas, pela ressurreição, que também é um dogma que professamos: a ressurreição da carne, ou ressurreição dos mortos.
Na eternidade não há contagem de tempo. Aqui estamos sujeitos à marcação constante de horas, dias, meses, anos, décadas, séculos, milênios… presos no espaço do sistema solar, galáctico… e com um corpo físico sempre limitado aos demais corpos físicos, visíveis ou invisíveis.
No entanto, apenas no sentido de sermos didáticos, exemplificamos aqui o que é a eternidade para nós, que cremos, mostrando em números a condição de seres imortais que somos, pois assim fomos criados por Deus: daqui mil anos, estaremos vivos – na eternidade – , e assim continuaremos daqui um milhão de anos, um bilhão, um trilhão, um quatrilhão… um centilhão de anos… e assim por diante, sem fim. Você sabia que um centilhão de anos se escreve com o número 1 seguido de 303 zeros? E viveremos muito mais do que isso, uma infinidade de centilhões. Eternidade é uma vida sem fim.

Compartilhe: