quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Artigos

Quanto mais eu rezo, mais a graça de Deus acontece

Quando ouvimos algo que não é real, traduzida pela mentira por várias vezes, e por diversas pessoas, aos poucos seremos capazes de fazer com que aquela mentira ou distorção passe a ser uma “verdade”. Muitos de nós deve conhecer aquele afirmação que diz: “quanto mais eu rezo, mais assombração aparece”. Nota-se que a resposta a essas afirmações não estão prontas nem são imediatas, mas fazem parte da experiência de vida pessoal de cada cristão no seu caminho de conversão, e não um caminho linear a ser percorrido.
De fato, somente com o tempo passaremos a entender, compreender e reconhecer o valor pessoal de cada atitude como o exemplo da oração. Ao analisarmos a vida de pessoas de oração, como também a vida dos grandes santos da Igreja, perceberemos que são e foram homens da oração e da ação. Eles, de um modo geral, não rezavam para ficaram livres de problemas, tranquilos, e ter a vida ganha. A oração, assim como faz conosco, os transformava em pessoas mais humanas, mais capazes de se doar, de ajudar as pessoas a serem melhor, de compreender as fraquezas humanas, de ser solidário etc.
Somente quando mergulharmos no sentido profundo do que é a oração e o que ela causa em nossas vidas seremos capazes de afirmar que, quanto mais eu rezo, mais a graça de Deus acontece. A graça de Deus está intrinsecamente nesta realidade de nos transformar, nos fazer mais humanos, mais alegres, satisfeitos, agradecidos e tantas outras nobres realidades.
Realmente, ao analisar a sociedade, e os valores que ela tem pregado, vamos percebendo que estamos cada vez mais adotando para a nossa vida valores seculares, abandonando o amor à vida e os valores espirituais. Estas atitudes que estamos vendo crescer cada vez mais pode nos transformar em seres mais superficiais e menos humanos.
Não nos cansemos da oração, rezemos em união uns pelos outros e afirmemos na verdade que ‘quanto mais eu rezo, mais a graça de Deus acontece’. Façamos esta experiência.

Daniel Canevarollo
Seminarista

Compartilhe: