Ir para o conteúdo

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Artigos

Procurando entender

Bom dia, Barretos!
Ainda estou procurando entender o que está ocorrendo no Brasil. A grande preocupação da maioria de nosso povo, sempre foi de que as eleições transcorressem num clima de paz, e que as eleições fossem auditáveis, para garantir a respeitabilidade para com o presidente que fosse eleito. As dúvidas em relação à fidedignidade do resultado não garantiriam a paz e uma transmissão tranquila do poder. Os casos de suspeitas de ocorrências estranhas, que ocorreram nas eleições levaram uma grande parte do eleitorado a questionar a lisura das mesmas, uma vez que, boletins de urnas e curvas dos gráficos reforçavam as suspeitas iniciais, levando uma parte da população a se concentrarem em torno de espaços públicos exigindo explicações e providencias. Enquanto isto nos presídios se comemorava a eleição do candidato que prometia liberar as drogas e soltar parte da população carcerária. De outro lado nos morros onde prevalecem as facções criminosas, a eleição do candidato da oposição era comemorada com disparos de armas de fogo e com o grito de vencemos. Já de maneira ordeira e pacifica, levando a bandeira nacional e cantando o nosso hino se reuniam aqueles, que contestando os resultados das urnas por falta de transparência e da falta de explicação para as incoerências dos boletins de urna se reuniam. Chamou-me particularmente a atenção a maneira que parte da imprensa saudosa dos tempos das tetas gordas anunciava o que ocorria país afora.
Nenhuma palavra, nenhuma linha sobre as manifestações dos fora da lei, nem mesmo para os preparativos do movimento dos sem-terra visando invasão de propriedades. Mas denunciam como baderneiros brasileiros trabalhadores, que recolhem corretamente seus tributos e têm o direito constitucional de se reunirem em áreas públicas, para externarem suas posições e cobrarem o resultado da análise do pleito feita pelo exército, que foi convidado para fazer parte do acompanhamento do pleito. Uma indignação crescente foi tomando conta do povo, que viu com muita preocupação, as medidas anunciadas pelo porta-voz do novo governo. Que Deus se apiede do Brasil e que não tenhamos que ficar apenas nos arrependendo d e nossa escolha.
Bom dia, Barretos.

Compartilhe: