Ir para o conteúdo

quarta-feira, 03 de março de 2021

Artigos

Precisava escrever, agradeço e me despeço, tchau COVID

Eu estava esperançosa, havia uma pitada de confiança e muita fé, nunca havia feito um teste e muito menos um exame semelhante. Estava confiante, fechei os olhos e entreguei nas mãos de Deus. Reagente, não, não é possível. Logo eu que não posso parar e agora? O que eu faço? Como eu faço? Fechei a porta do quarto e comecei a viver dias incertos, ufa! Um dia a menos, já foi, já passou, eu passei, eu superei. Ei Mãe, deita aqui do meu lado, conversa comigo, me ampara e não me desampara. Quantos ensinamentos me trouxe nesse momento, quanta paz preencheu meu coração, quanta gratidão alimentou a minha alma. Eu só conseguia rezar, rezar, rezar. Me enchi de ti pai, rezei, cantei e te contemplei a todo momento. Nunca me senti desamparada e a todo momento muito acolhida. Do que fica desses dias de isolamento é muito, mas muito aprendizado. Aprendi a me amar mais, a me desejar mais, a me querer mais. O que importa na minha vida sou eu. Um anjo me tocou e me mostrou o quão importante eu sou pra eu não desistir. E assim eu venci, venci o COVID, venci os dias de isolamento, venci a minha própria companhia, venci a minha paciência, venci a confiança em dias melhores. Saio daqui mais fortalecida, mais eu, com mais vontade de viver!! O mundo é lindo, há tantas maravilhas pra eu contemplar, há tantos lugares pra eu conhecer. Mas quero me conhecer por completo, me entregar por inteiro, daquelas que se conecta somente com o lugar e se reconecta de corpo e alma. E assim eu vou, descobrindo mais sobre mim, quem sou eu e porque a esse mundo vim. Só sei que tudo é tão belo e muito ainda tenho a viver. Agradeço e me despeço, tchau COVID.

Camila Tavares Fernandes, colunista do Jornal de Barretos Regional

Compartilhe: