Ir para o conteúdo

quinta-feira, 30 de maio de 2024

Artigos

Precisamos falar sobre obesidade

Olá!
Dia 11 de outubro foi o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade e a proposta foi chamar atenção ao tema, lembrando que a obesidade é doença e pode ser prevenida. Embora mais brasileiros tenham incorporado frutas e hortaliças na dieta e feito exercícios, os índices de obesidade seguem crescendo. Pelo menos, é o que indica a última pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas, divulgadas em julho de 2019 pelo Ministério da Saúde – a taxa de obesidade passou de 11,8% para 19,8% entre 2006 e 2018 – um aumento de 67%.
A obesidade é caracterizada pelo acúmulo de gordura e pode ser diagnosticada através do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC): divide-se o peso (Kg) pela altura (metros) elevada ao quadrado. Segundo a OMS, peso normal é quando o IMC está entre 18,5 e 24,9 kg/m2, sobrepeso entre 25,0 e 29,9 kg/m2 e acima desse valor, obeso.
São muitas as causas: genética (pode fazer seu corpo gastar mais ou menos energia), hábitos de vida (pode ser atividade física de menos ou consumo de calorias a mais), estilo de vida moderno (refeições rápidas, fast food, estresse), falta de hora de sono (aumenta grelina – hormônio da fome – e diminui a leptina – hormônio da saciedade), uso de remédios para outras doenças.
É fator de risco para uma série de doenças e mesmo que os exames estejam todos normais, um estudo científico publicado no European Heart Journal, contraria a ideia de que pessoas acima do peso e livres de doenças podem ser consideradas saudáveis – a obesidade por si só aumentou o risco de infarto em 28%.
A prevenção contra a obesidade passa pela conscientização da importância da atividade física (no mínimo 150 minutos por semana de atividade moderada), alimentação saudável e manejo do estresse.

Um ótimo domingo e até o próximo!!

Compartilhe: