Ir para o conteúdo

segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Artigos

Política eleitoral complicada em todos os níveis: as novidades do dia a dia no Brasil e os impactos em Barretos

Os encaminhamentos das candidaturas, na reta final, desfila uma série de aberrações, assim como novidades, em todos os níveis, em nosso País e região.
Vão desde apoios “nascidos mortos”, até socorro a partidos capengas somando com partidos combalidos, tudo atingindo a mais clara e infeliz realidade do partidarismo brasileiro: não se pode, sequer, aproveitar um.
Mas, olhando para o panorama barretense, tem sido possível assistir depoimentos de nossas autoridades em assustador despreparo, ao culpar a carência de lideranças, num autêntico chamado “tiro no pé”.
O que se observa é um festival de rodeios em torno da absurda verba eleitoral, com alegria indisfarçável, pelos semblantes dos “líderes” partidários ao embalarem a “pamonha” a ser desfrutada: o dinheiro para as campanhas.
Ficou dantesco assistir lançamento de uma candidata a Presidência da República, a desconhecidíssima Senadora Thronicke, manejada por um Bivar que se revela verdadeiro mago em manobras políticas inconfiáveis.
Dando-se ao luxo de manipular figuras do naipe de ACM Neto, Ronaldo Caiado, Família Moro, num festival de constrangimentos explícitos com o sórdido pano de fundo decorado por interesses monetários do rico e triste bastidor da política.
E a novidade para Barretos, nesse verdadeiro teatro? Perplexidade pelas declarações político-eleitorais da Sra Graça Lemos, nos últimos dias, que menosprezou arrojados aspirantes em buscar melhores condições políticas para Barretos e fugindo do dever de harmonizar o processo.
Toda essa panaceia de incompetência político-eleitoral mostrada agora, a par da inoperância administrativa que se avoluma semana por semana, demonstra a infelicidade de uma cidade que busca “respirar” com seus candidatos aqui da “terrinha”.
Para piorar, a Secretária polivalente se arrisca a criticar todas as “forças vivas” da cidade, como culpadas pela não revelação de novos candidatos “caseiros” que pudessem abrir uma nova era.
Por aqui, vai um conselho final: feche os olhos e os ouvidos, escolha um dos nossos da cidade que, em certo tempo, teve simultaneamente 2 Estaduais e um Federal, por conta de históricos prefeitos e vereadores, então, mais competentes, que a Providência pode atualmente ainda resgatar.
Como novidade, sendo o Dep. Geninho alçado à posição de vice govenador, abre-se uma avenida ampla para elegermos um Federal da cidade. Basta habilidade, boa vontade e verdadeiro espírito público com foco no coletivo e na cidade. Ainda há tempo para prevalecer o bom senso.
Sem esquecer o “silêncio” dos loteadores do município, com os olhos voltados para os respectivos umbigos, circulando por Brasília, São Paulo ou Rio Preto, quando poderiam, pelo menos, orientar melhor a postura das serventuárias autoridades.
Deus há de cuidar… de todos e da cidade.

 

Dr Fauze José Daher
Médico/Cirurgião e Advogado
Ex Vereador Constituinte (1992)

Compartilhe: