Ir para o conteúdo

domingo, 10 de novembro de 2013

Artigos

Pneumonia: é possível prevenir?

Às vésperas do Dia Mundial de Combate à Pneumonia, em 12 de novembro, sociedades alertam para o risco da doença e importância da vacinação.
 
12 de novembro é o Dia Mundial de Combate à Pneumonia. Para a Pfizer, a data é uma oportunidade para incentivar mundialmente a discussão sobre a importância da prevenção da pneumonia, um problema que apesar de grave, pode ser evitado. Para marcar a ocasião no Brasil, acontece neste final de semana, 09 e 10 de novembro, o evento City Walk, que apoia a campanha
Previna-se: encare a pneumonia de peito aberto. A atriz Regina Duarte, madrinha da campanha, estará presente.
A iniciativa, lançada por quatro importantes sociedades médicas – Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Associação Brasileira de Imunizações (SBIm), Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), com o apoio da Pfizer, inclui ações educativas e de conscientização da população. 
A pneumonia é a maior causa de morte em crianças em todo o mundo.1 No entanto, a doença não está limitada a bebês e crianças, afeta também adultos, principalmente com mais de 50 anos e portadores de asma, doença cardíaca ou outra grave condição de saúde. 2,3 Ao mesmo tempo em que a pneumonia é um importante problema de saúde pública, alguns tipos – incluindo a pneumonia pneumocócica – são evitáveis. E a vacinação é um passo fundamental para ajudar na prevenção, em conjunto com hábitos de vida saudáveis. 
Entre as opções de vacinas disponíveis para prevenção da pneumonia e das demais doenças pneumocócicas está a Prevenar 13 (VPC-13) – também conhecida como vacina pneumocócica conjugada 13 valente, aprovada este ano pela Anvisa para uso em adultos acima de 50 anos. A vacina já era indicada para crianças até seis anos incompletos. 

Compartilhe: