Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de abril de 2024

Artigos

Pés sujos, encardidos

Cada um de nós precisamos nos colocar diante de Jesus, que é Deus e está ajoelhado à minha frente. Parece inverossímil, mas é a mais pura verdade. Jesus ajoelhado, numa humildade incrível, se oferecendo para lavar os meus pés, que estão muito sujos.

Me sinto como Pedro. – O que é isso, Mestre? Imagina! o Senhor me lavar os pés? De jeito nenhum! Que o Senhor não se preste a esse serviço ridículo!

Jesus ergue o olhar, misericordioso, fixa os olhos nos meus e afirma: Se eu não te lavar, não terás parte comigo. Sendo assim, não há saída. Preciso permitir que me lave não só os pés, mas todo o meu ser. Jamais faria a besteira de não conviver com Jesus, que é Deus, e está pronto e disposto a extrair toda a sujeira que já acumulei em minha vida.

Irmãos e irmãs, não pensem que o rito praticado por Jesus na sua última ceia com os apóstolos foi apenas um teatro que já tem dois mil anos, e que procuramos repetir em nossas cerimônias do lava-pés nas quintas-feiras santas de todos os anos, naquele clima devocional e edificante. Ele está fazendo isso até hoje, com cada um de nós. Porque nossos “pés”, representando todo o sustento de nossos corpos, nos quais nos apoiamos, estão encardidos por nossas iniquidades que vimos praticando há tempos, por nossas desobediências que cometemos por pensamentos, palavras, atos e omissões.

Não podemos morrer com eles sujos. Se não deixarmos nosso Mestre e Salvador lavá-los com a água e o sangue que saem de seu ferido Coração, golpeado por todos nós, não conseguiremos entrar no Reino eterno que já está preparado desde antes da criação do mundo para todos aqueles que aceitarem esse seu gesto salvador.

Aliás, é bom sabermos que até isso é iniciativa d´Ele, que veio ao nosso encontro com essa missão: como um cordeiro de Deus, manso e humilde, tirar o pecado de todo aquele que nele crer e pedir esse perdão.

E mesmo assim, só isso não basta. O gesto misericordioso de Jesus, ajoelhado à nossa frente, disposto a nos lavar, não vale nada… se não fizermos o mesmo com aqueles que nos ofenderam. Está aí uma das disposições do Pai Nosso, a Oração do Senhor: só conseguiremos o perdão de Deus se também nós perdoarmos aqueles que pecaram contra nós. É isso: que todos nós lavemos os pés uns dos outros. É o mandamento que nos deixou: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

Por: Diácono Lombardi

Compartilhe: