Ir para o conteúdo

terça-feira, 01 de abril de 2014

Artigos

Paz no coração

Um sol radiante e um céu limpo e acariciador. Porém, em lugar de desfrutar esta situação, corremos o risco de desperdiçá-la se em nosso coração não houver paz. 
Quando não há paz, até o sol parece desagradável; até a tranqüilidade da atmosfera incomoda e desagrada.
Um dia de vento e de chuva; carregado, molesto. 
Mas, se temos paz no coração, podemos fazer com que a chuva deixe de ser aborrecedora e se converta em canto e música; com o nariz colado ao vidro molhado e ouvindo a chuva cair, podemos fazer que suas gotas batam em nosso coração.
Isto significa que não são as coisas, mas o coração que coloca em nós alegria ou tristeza, otimismo ou derrotismo, amargura ou paz.
“Exorto-vos, pois, – prisioneiro que sou pela causa do Senhor – que leveis uma vida digna da vocação a qual fostes chamados” (Ef. 4,1). Sem dúvida alguma, o Senhor deu a cada um sua vocação pessoal, que deve cumprir; cada um será fiel a essa vocação. Se chamou você ao apostolado, é inútil que vá procurar outras formas de vida cristã, pois não as encontrará.

Compartilhe: