Ir para o conteúdo

sábado, 07 de dezembro de 2013

Artigos

Participar e servir

Você foi batizado, não foi?… E quem recebeu a Vida Nova de Cristo, pelo batismo, começou a fazer parte da Igreja como alguém que foi oficialmente inscrito numa comunidade de fé.
Você está lembrando disso? Está lembrado que é preciso participar de sua Igreja, se quiser ter o nome de cristão? Você está lembrado que Cristo quer ouvir sua resposta, e fazê-la, em seu nome, chegar ao Pai?
Tem muita gente se omitindo e faz questão de dizer é católico. Gente que não se insere na sua comunidade de fé, não atua positivamente na sua Igreja e, contudo, deseja usufruir dos mesmos direitos que os outros, e quer ser servido regiamente em “certos momentos da vida”: quando querem batizar, casar, ou procuram o sacerdote para um doente, enterro ou missa de 7º Dia. Os demais “momentos da vida” para eles, não são momentos de fé. Religião e vida totalmente separadas. Atitude errada de que não vive conscientemente a sua fé. E infelizmente são tantos!
Para você, o que significa Igreja? Você mesmo sente-se Igreja? Responsável pela salvação dos outros?
“Ser cristão é participar”: Isto corresponde com a realidade de sua vida?
“Ser cristão é servir”. Na medida em que servimos, sem que somos capazes de nos doar, tem sentido o nosso viver.
Só é vazio quem não ama. Só é pessimista e negativo quem não crê no extraordinário poder de transformação do amor.
No servir está a grandeza de um homem de fé.
Uma Igreja-serviço, Igreja-fraternidade, real e não de palavras, é o que nossos tempos mais necessitam. E você está convidado a criar esta nova visão, esta nova face da Igreja através do seu engajamento, através de sua prova concreta de amor.
Será que Deus vai ouvir seu SIM?…

Compartilhe: