terça-feira, 27 de outubro de 2020

Artigos

Papa Francisco doa 1 milhão de euros à Caritas em Roma para um novo fundo de solidariedade

O Papa Francisco escreveu uma carta ao seu vigário para a Diocese de Roma, Cardeal Angelo de Donatis, na qual anunciou a doação de um milhão de euros à Caritas de Roma para estabelecer um fundo de solidariedade chamado “Jesus Divino Trabalhador” (em italiano, “Gesù divino lavoratore”) para aqueles que enfrentam maiores dificuldades econômicas devido à pandemia.
“Decidi instituir na diocese o fundo ‘Jesus Divino Trabalhador’ para destacar a dignidade do trabalho, com um financiamento inicial de um milhão de euros”, escreveu o Santo Padre na carta assinada, em 08 de junho, na qual exortou todos a contribuir generosamente e em solidariedade com os da “porta ao lado”.
Este fundo “quer ser um sinal capaz de chamar todas as pessoas de boa vontade a oferecer um gesto concreto de inclusão, especialmente para aqueles que buscam conforto, esperança e reconhecimento de seus próprios direitos”, indicou o papa.
“Meu pensamento se dirige à grande fileira de trabalhadores ocasionais, àqueles com contratos não renovados, ou pagos por hora, aos estagiários, aos empregados domésticos, aos pequenos empresários, aos trabalhadores autônomos, especialmente aqueles dos setores mais atingidos… Muitos são pais e mães de família que, com dificuldade, lutam para pôr à mesa para os filhos e garantir a eles o mínimo necessário”, afirmou o Santo Padre.
Nesta linha, o Pontífice reconheceu que o atual “momento de sofrimento que estamos enfrentando devido à pandemia, além de semear a dor e a preocupação, está minando seriamente o tecido social da nossa cidade”, assinalou referindo-se à capital italiana.
Por isso, o Papa Francisco disse que o retomar à normalidade começa “precisamente a partir de uma obra que nos veja unidos, sobretudo para enfrentar os sofrimentos daqueles que estão mais à margem”.
Nesse sentido, o Pontífice convidou “as instituições e os cidadãos a compartilharem generosamente o que têm disponível neste tempo extraordinário e cheio de necessidades”.
Francisco também se dirigiu aos sacerdotes da diocese “para que sejam os primeiros a contribuir com o Fundo” e promover com entusiasmo a generosidade das pessoas de suas comunidades.
Fonte: ACI Digital

Compartilhe: