Ir para o conteúdo

domingo, 15 de outubro de 2017

Artigos

Papa canoniza hoje santos mártires do Brasil

O Papa Francisco preside hoje, no Vaticano, o tiro de canonização de 35 novos santos para a Igreja. Serão canonizados os Beatos: André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e 27 companheiros, Antonio e Giovanni, Faustino Míguez (sacerdote espanhol) e Angelo de Acri (frade italiano).

André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e 27 companheiros são os chamados protomártires do Brasil, assassinados por ódio à fé entre 1630 e 1654, quando os holandeses calvinistas queriam obrigar os católicos no país a se converterem e proibiram a celebração da Santa Missa. Protomártir é um termo utilizado para se referir ao primeiro mártir cristão em um determinado país, ou seja, foram os primeiros católicos a darem suas vidas em nome da fé no Brasil. Santo Estevão foi o primeiro mártir da Igreja, e Santa tecla, a primeira mulher martirizada.

Pe. André de Soveral e outros 70 fiéis foram assassinados em 16 de julho de 1645 nas mãos de 200 soldados holandeses, junto com os índios potiguares, na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú, município de Canguaretama (RN).

Três meses depois, em 03 de outubro de 1645, ocorreu o massacre de Uruaçu, onde foram assassinados o Pe. Ambrósio Francisco Ferro e o leigo Mateus Moreira. De acordo com os relatos, antes que arrancassem o seu coração, pôde gritar: "Louvado seja o Santíssimo Sacramento!".

Serão canonizados também os beatos Faustino Míguez, sacerdote espanhol da Ordem dos Clérigos Regulares Pobres da Mãe de Deus das Escolas Pias (Escolápios) e fundou a Congregação das Irmãs Calasancias Filhas da Divina Pastora, e Pe. Angelo de Acri, sacerdote italiano da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.

 

Compartilhe: