Ir para o conteúdo

quarta-feira, 22 de maio de 2024

Artigos

Os primeiros 1000 dias do bebê duram para sempre

São 270 dias de gestação + 365 dias no primeiro ano + 365 dias no segundo ano. Somados, chegamos a um total de 1.000 dias de vida do bebê e é neste comecinho que podemos impactar de maneira significativa o seu desenvolvimento, principalmente o desenvolvimento do cérebro.

São 1000 diferentes oportunidades para impactar a formação cerebral do bebê. E este período de ouro do desenvolvimento cerebral de um bebê é conhecido como a janela de oportunidade do desenvolvimento, pois é um período de alta sensibilidade a estimulação, além de estabelecer as bases para toda a vida. Nesse período, o cérebro do bebê passa por um crescimento intenso e acelerado, e pela formação de conexões a uma velocidade que nunca mais irá se repetir na vida, e que influenciam profundamente seu desenvolvimento cognitivo, social, emocional e motor.

Vários fatores podem influenciar o desenvolvimento cerebral nesta fase, como por exemplo a nutrição, o afeto e a estimulação motora.

A nutrição apropriada neste período de ouro do desenvolvimento inclui a alimentação adequada da mãe, o aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de idade e a partir daí, a introdução alimentar. Para entendermos melhor a importância da nutrição neste período, existem estudos que mostram uma correlação entre o aleitamento materno exclusivo nos 6 primeiros meses e um melhor desenvolvimento intelectual e motor da criança, além disso, outros estudos mostram que a nutrição adequada da criança está relacionada com a redução do risco de doenças na fase adulta.

O afeto, carinho e contato físico são incomparáveis para construir o cérebro de uma criança que construirá o futuro. O afeto é essencial para estabelecer e fortalecer o vínculo entre os pais e bebê, ajudam a dar segurança, autoconfiança e facilitam conexões sociais no futuro. Brincar com seu filho é um gesto de afeto, e estimular a imaginação está relacionado a aprendizagem de novas habilidades.

E por último, o desenvolvimento motor do bebê nos primeiros 1000 dias é muito intenso. Nesta fase o bebê aprende a rolar, arrastar-se, alcançar, sentar-se, engatinhar e claro, andar, correr e pular. O desenvolvimento motor está altamente ligado ao desenvolvimento cognitivo, pois é por meio do desenvolvimento motor adequado que o bebê terá oportunidade de explorar o ambiente a sua volta e ter novas experiências. Já existem estudo que mostram que as habilidades motoras ajudam a promover o desenvolvimento da linguagem do bebê e no futuro a facilitar o processo de aprendizagem da leitura.

Nos casos em que o bebê passa a apresentar atrasos do desenvolvimento motor, a intervenção precoce é crucial, pois o cérebro do bebê está mais sensível e responde rapidamente aos estímulos. Através de atividades terapêuticas adaptadas, os profissionais podem ajudar a remodelar as conexões neurais, promovendo padrões de movimento saudáveis e maximizando o potencial de desenvolvimento do bebê.

Em suma, os primeiros 1000 dias do desenvolvimento cerebral do bebê é um período da qual devemos investir, pois os estímulos dados nesta fase repercutem até na fase adulta. Não perca a oportunidade de ser parte do desenvolvimento do seu bebê todos os dias, pois os primeiros 1000 dias de vida do seu bebê duram para sempre…

 

Dr. Everton Horiquini Barbosa

Professor da Faculdade Barretos – FB

Fisioterapeuta Neurofuncional

Membro da Sociedade Brasileira de Fisioterapia Neurofuncional – ABRAFIN

 

Compartilhe: