Ir para o conteúdo

sábado, 27 de novembro de 2021

Artigos

Olímpia terá capela dedicada a Santa Dulce dos Pobres

A Quase Paróquia São Judas Tadeu e Santo Expedido, da cidade de Olímpia, celebrou com missa na última sexta-feira (13), a memória litúrgica de Santa Dulce dos Pobres como forma de homenagear a santa padroeira de sua mais nova comunidade.
A Eucaristia foi presidida pelo administrador da quase paróquia, padre Fernando Felix Rabelo, no terreno onde, futuramente, serão as instalações da capela dedicada à santa, localizado na Rua Ana Isaura de Castro Viana, no bairro Vida Nova Olímpia IV. O terreno foi doado pela Pacaembu.
A comunidade que está nascendo originou-se da ação missionária paroquial promovida no ano de 2019, cuja missa de encerramento aconteceu no dia da canonização de Santa Dulce, no dia 13 de outubro.
“Que o Anjo Bom da Bahia seja sempre nosso exemplo de amor e caridade e nos guie na construção da nova comunidade”, disse o padre Fernando durante a celebração eucarística.
Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, conhecida como irmã Dulce, nasceu em 1914 e faleceu no ano de 1992, e é a primeira santa genuinamente brasileira. Por suas ações de amor e assistência aos desfavorecidos, desde muito cedo, passou a ser conhecida como o Anjo Bom da Bahia e chegou a ser indicada ao Nobel da Paz em 1988.

Compartilhe: