Ir para o conteúdo

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Artigos

O VALOR DA SAÚDE

Bom dia, Barretos!
Só damos valor à saúde quando por algum motivo ficamos momentaneamente privados dela. Nesses momentos é fundamental mantermos a calma, confiar na recuperação e principalmente nos apegarmos a nossa fé e as nossas orações. É nos momentos difíceis que nos aproximamos mais do Criador, como que a pedir ajuda e esperar por uma recuperação total. Acostumado, há mais de sessenta anos, a lidar com pacientes internados, com quadros leve ou grave, nunca me dei conta, do drama que se desenvolve na cabeça do paciente. Alguns se tornam revoltados, agressivos e consequentemente postergam seu restabelecimento, enquanto outros mantendo a calma a esperança e a fé acaba por atrair uma atenção maior dos profissionais e aceleram suas recuperações. A confiança nos profissionais que estão nos assistindo também é fundamental para uma rápida recuperação. Nunca devemos lamentar o momento difícil que estivermos passando, mas agradecer a Deus por não ser um quadro mais grave, e com consequências piores. A vida é cheia de percalços, quer na saúde, no trabalho, no relacionamento humano, mas só a doença nos prende num leito nos abala a confiança, nos deprime e mina nossas forças e nossa confiança, razão pela qual o único antidoto para o quadro é a fé e as orações, aceitando aqueles momentos como momentos de privação. Em vez de reclamarmos, de nos sentirmos abandonados pela sorte, devemos mirar o amanhã plenamente recuperado e em condições de com os nossos conselhos e a nossa experiência ajudar quem está precisando de apoio e ajuda. Vivemos em equilíbrio entre a parte material e a espiritual, com uma influindo decisivamente no desempenho da outra, e quando a parte material está comprometida a parte espiritual é a alavanca para o nosso rápido restabelecimento. Deixemos essas reflexões guardadas para o momento que se fizer necessário porque agora gozando de plena saúde não lhe vamos dar a devida atenção.
Bom dia, Barretos.

Compartilhe: