Ir para o conteúdo

segunda-feira, 22 de julho de 2024

Artigos

O Rosário é bíblico em sua essência

O Rosário da Virgem Maria, que ao sopro do Espírito de Deus se foi formando gradualmente no segundo Milênio, é oração amada por numerosos Santos e estimulada pelo Magistério da Igreja. Na sua simplicidade e profundidade, permanece, mesmo no terceiro Milénio, uma oração de grande significado e destinada a produzir frutos de santidade.

O Rosário, de fato, ainda que caracterizado pela sua fisionomia mariana, no seu âmago é oração cristológica. Com ele, o povo cristão frequenta a escola de Maria, para deixar-se introduzir na contemplação da beleza do rosto de Cristo e na experiência da profundidade do seu amor. Mediante o Rosário, o crente alcança a graça em abundância, como se a recebesse das mesmas mãos da Mãe do Redentor.

Em primeiro lugar, o Rosário não é uma oração “para” Maria: ele é uma meditação sobre a vida de Cristo. Cada mistério do Rosário foca nos eventos – muito bíblicos – dos Evangelhos.

Quando você olha para os componentes do Rosário, você vê que cada parte é bíblica por natureza; cada parte tem um significado muito profundo, bem contrário à alegação de ser uma “vã repetição”, como muitas vezes acusam, desconhecendo o seu sentido e o seu caráter de oração contemplativa da vida de Cristo.

Quando os católicos fazem a oração “Ave Maria”, eles não estão rezando “para” Maria, mas sim pedindo as orações de intercessão dela por nós, da mesma forma que você pode pedir aos seus amigos, familiares ou ao seu pároco para orar por você.

A oração da Ave Maria é tomada diretamente da Bíblia, dos lábios do Arcanjo Gabriel, mensageiro do Senhor (Lucas 1,28), e dos elogios de Santa Isabel, quando o menino em seu ventre reconheceu Jesus como o Messias (Lucas 1,42).

Eu não consigo pensar em qualquer outra oração no mundo que seja mais rica em significado bíblico e teológico, mais profunda e mais espiritualmente bela que o Rosário. Rezamos o Rosário bíblico porque queremos, como Maria, guardar a Palavra de Deus em nosso coração e colocá-la em prática.

Quando rezamos o Rosário bíblico, meditamos as palavras de vida eterna da Sagrada Escritura e fortalecemos nosso desejo de cumprir a ordem que Nossa Senhora deu aos garçons da festa de casamento em Caná da Galileia e também a nós: “Façam o que Ele mandar!”

O Papa João Paulo II dizia: “O Rosário é a minha oração predileta. Oração maravilhosa! Maravilhosa na simplicidade e na profundidade […].”

O Rosário bíblico é uma cadeia de oração que nos une a Deus. É por isso que eu incentivo as pessoas a rezarem o Rosário – e convido e incentivo você a rezá-lo também!!! (Prefácio do livro “Rosário Bíblico”, de autoria do diácono Lombardi)

(Por: Pe. Deusmar Jesus da Silva, pároco da Catedral)

Compartilhe: