Ir para o conteúdo

domingo, 15 de setembro de 2013

Artigos

O retorno da coqueluche

Doença comum na infância e há anos esquecida pela população brasileira, a coqueluche pode estar de volta. Em agosto, a cidade de Feira de Santana, na Bahia, virou notícia ao confirmar surto da doença que causa problemas no aparelho respiratório. 
Como a coqueluche é transmitida por uma bactéria, a Bordetella pertussis, e é altamente infecciosa, só há uma maneira de preveni-la: tomando vacina, que imuniza por 10 anos. Apesar de atingir principalmente bebês, quando é muito perigosa e pode levar a sérias complicações neurológicas, a doença vem infectando também os adultos, que sofrem de coriza, tosse seca e pneumonia como consequência. 
De acordo dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan), foram registrados, em 2010, 427 casos da doença no Brasil, sendo que 80% foram em bebês com menos de um ano de vida. 
O tratamento consiste no uso de antibióticos prescritos por infectologistas, mediante diagnóstico. Quanto mais cedo o problema for detectado, menores são as chances de graves consequências para o paciente. 

Compartilhe: