Ir para o conteúdo

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Artigos

O Que Há de Novo?

A virada do ano marca o início de um novo ciclo para nossas vidas, onde teremos mais 365 dias para desfrutarmos, mais um ano para viver e buscar, mais uma vez, atingir nossos objetivos, nossos desejos, nossos sonhos. São 365 dias de um ano que chamamos de “novo”, onde esperamos que novas coisas venham nos acontecer, onde projetamos nossos sonhos e esperanças, onde, sem perceber, lançamos na conta do ano que se inicia a responsabilidade – até mesmo a “obrigação” -, de nos trazer coisas novas, uma vida nova, uma realidade nova, como se a mudança em nossas vidas dependesse apenas da passagem dos dias, dos anos, e não de nossas ações, não da nossa forma de enxergar e viver a nossa vida.
Muitas vezes, quando um novo ano se inicia, colocamos nossas esperanças sobre ele, esperanças de que tudo será diferente do ano anterior, que nossa vida será outra e, assim, iniciamos um novo ano, encarando-o de forma passiva, vivendo nossos dias de modo completamente igual aos dias do ano anterior, e esperando que, em um passe de mágica, nossos dias sejam diferentes, que o nosso ano seja diferente, mesmo fazendo tudo igual a antes. Ao invés de assumirmos a responsabilidade das mudanças em nossas vidas, tomando, todos os dias, a decisão de agirmos e vivermos nossas vidas de forma ativa, buscando, nós mesmos, realizar os planos que queremos para o novo ano, sem deixar com que o “acaso” resolva todos os nossos problemas e mude nossas vidas por si só.
Para que tenhamos um ano realmente novo, cheio de coisas novas, onde poderá ser tudo melhor, devemos, antes de tudo, sermos pessoas novas, uma pessoa diferente daquela que fomos no ano que se findou. Para ter um ano novo diferente, precisamos ser pessoas diferentes, e para sermos diferentes, coisas novas devem ser acrescentadas em nossa vida, algo novo deve ser acrescentado em nossa maneira de ser e de pensar, para que modifique a nossa maneira de viver e, assim, modifique o nosso novo ano, nos trazendo a possibilidade de termos um ano realmente novo, como consequência direta de nossas novas atitudes, de nossas novas ideias, e nossas novas ações, que, por sua vez, são consequências das coisas novas que foram acrescentadas em nossa maneira de viver, de algo novo que foi acrescentado em nossa forma de enxergar a vida e o mundo.
Vivendo sempre do mesmo modo, encarando todas as coisas sempre da mesma forma, pensando e fazendo sempre as mesmas coisas, e esperar resultados diferentes, esperar um ano diferente, sem implementar nenhuma novidade em nossa forma de ser, viver, e agir, é, no mínimo, a atitude de alguém sem noção alguma da realidade, fadado a sempre esperar, em vão, por mudanças que nunca chegarão, esperando sempre que algo de diferente, e novo, aconteça, mesmo diante de suas ações e decisões repetitivas.
Então, caro leitor, acredito que você queira ter um ano realmente novo, repleto de novidades, cheio de novas surpresas… esse é o desejo de todos nós. Mas, o que há de novo na sua vida quem traz em si a capacidade de modificar todo o seu ano? O que há de novo em você, o que há de novo em seus pensamentos, que terá o potencial de modificar tudo aquilo que deu errado no ano passado?
Para que tenhamos uma vida nova, diferente, no novo ano que se inicia, precisamos ser pessoas novas, precisamos ser pessoas diferentes, precisamos agir diferente, e para isso é necessário que exista algo novo em nós, em nossa história, algo que nos mude, mude nossa trajetória e, como consequência, todo o nosso ano, nos dando um ano “novo”.

 

 

 

Wanderson R. Monteiro
Graduando em Pedagogia.
Coautor de 4 livros,e vencedor
de três prémios literários.
(dudu.slimpac2017@hotmail.com)

Compartilhe: