Ir para o conteúdo

quarta-feira, 06 de dezembro de 2023

Artigos

O ÓDIO

PARA O ÓDIO SÓ TEM UM ANTIDOTO, O AMOR!

Estamos vivendo dias envoltos por um sentimento extremamente negativo: o ódio.
Ele é o responsável pela guerra fraticida entre judeus e palestinos. Uns só pensam em destruir o outro. Claro que essa aversão é secular, mas agora ultrapassa todos os limites.
Isto forma uma onda de propagação do clima de pessimismo que vai contaminando toda a humanidade. Junte se a isso a guerra entre Rússia e Ucrânia que se nega a sentarem numa mesa de negociações encorpando o clima de ódio que grassa pelo mundo afora.
Mas, não precisamos ir tão longe, sentimos o ódio, o rancor, a vontade de destruir aqui em casa, no nosso Brasil o ódio que a atual administração nutre pela anterior e cuja meta principal é destruir o mito Bolsonaro. O ódio que vai tomando conta de nossas redes sociais, que se preocupa mais em denegrir, denunciar, lançar suspeitas, do que fazer um elogio, trazer uma palavra de fé e de esperança.
Nossos meios de comunicação deixaram de serem órgãos de informação, para se tornarem porta voz de grupos poderosos, que os bancam. Atirar pedras, fazer fofocas pejorativas, falar mal do outro vão minando o clima de confiança e amizade entre as pessoas e os povos.
Tempos difíceis estamos vivendo, razão pela qual temos que intensificar nosso período de orações, elevando nosso pensamento a Deus e buscando criar uma onda de paz e amor que possa se contrapor à onda de ódio e desavença que aí está.
A propagação é tão intensa que começa explicar a onda de violência q u e graça também em nossas escolas.
Para o ódio tem só um antidoto o amor, que devemos cultivar intensamente, levando uma palavra de paz e conforto às pessoas atingidas. Cortar de imediato toda fofoca, todo boato maldoso, cerrando nossos ouvidos para os mesmos e controlando nosso linguajar deve ser prioritário na busca de deter essa onda do mal que nos assola.
Nós podemos ser geradores de uma carga elétrica positiva que busque anular a carga negativa que paira sobre todos nós, é só praticarmos e divulgarmos a importância do amor em cada momento e em todos os momentos de nossas vidas.
Vamos, pois, embarcar nessa!

Compartilhe: