Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

O Natal do Cristo ou do Consumismo?

Século XXI. Mesmo após tantos anos ainda não entendemos o verdadeiro sentido do Natal. Uma data tão especial tem sido ofuscada por ideologias capitalistas e campanhas publicitárias, que só concentram o seu olhar para o consumo. É Jesus que nasce, mas quem é lembrado é o papai-noel. São os presentes materiais que ganham mais destaques do que o nascimento do redentor.
O mundo materialista e ignorante transformou o Natal num enorme show de pisca-pisca, compras desenfreadas e a uma diversão que não nos leva a nada a não ser ao arrependimento, pois a data material passa, mas o significado real jamais acaba.
Esta data nos leva a uma reflexão tão grande, mas que está distante dos olhares da sociedade capitalista. O consumo falso criado por cada um de nós fala mais alto do que a verdade que já dura dois mil e quatorze anos. O Natal é tempo de viver em harmonia com o irmão, compartilhar com ele de presentes verdadeiros, como a oração, a palavra de Deus e o carinho fraterno. É estar de coração aberto para acolher o Cristo que vem ao nosso encontro.
Viver o Nascimento de Jesus é viver o nascimento de uma nova sociedade. Vamos viver com intensidade esta data, que marca o início da renovação dos corações e das pessoas amarguradas, rancorosas e ignorantes. Que possamos conservar o Natal da solidariedade, da caridade e do amor, e deixar que Cristo seja o nosso principal consumo.
Feliz Natal!

Mateus Santana
Passos Oliveira
Estudante de Jornalismo

Compartilhe: