Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

O mal não está nas coisas, mas em nós

“Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: “Escutai todos e compreendei: o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.
Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. Jesus lhes disse: “Será que nem vós compreendeis? Não entendeis que nada do que vem de fora e entra numa pessoa, pode torná-la impura, porque não entra em seu coração, mas em seu estômago e vai para a fossa?”
Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros. Ele disse:
“O que sai do homem, isso é que o torna impuro. Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem”.
Todas as coisas são boas, porque criadas por Deus para o homem. O verdadeiro princípio do mal não está nas coisas, mas em nós. É o próprio coração do homem, quando não usa as coisas para louvar a Deus e servir aos irmãos, quem espalha, de seu interior, toda aquela maldade que vai prejudicar alguém e tornar o mundo pior.
E ninguém pode se achar íntegro. Isso é presunção. Quem não tem defeito? Quem já se acha “justo” certamente ainda precisa converter seu duro e soberbo coração para que possa ser socorrido pela generosa misericórdia divina.

Compartilhe: